O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

QUER SER ILIMITADO?

Não perca a chance: dia 31/05 o mundo dos concursos vai mudar!

QUERO SABER!

Questões de Direito Processual Civil - Novo Código de Processo Civil - CPC 2015 - Ação de Dissolução Parcial de Sociedade para Concurso

Foram encontradas 7 questões

Ano: 2020 Banca: FCC Órgão: TJ-MS Prova: FCC - 2020 - TJ-MS - Juiz Substituto |
Q1138143 Direito Processual Civil - Novo Código de Processo Civil - CPC 2015
Em relação às ações reguladas por procedimentos especiais, é correto afirmar:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q984631 Direito Processual Civil - Novo Código de Processo Civil - CPC 2015
Nos exatos termos previstos no Código de Processo Civil acerca da ação de dissolução parcial de sociedade, é correto afirmar que
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q844071 Direito Processual Civil - Novo Código de Processo Civil - CPC 2015
O procedimento especial de dissolução parcial de sociedade representa uma inovação trazida pelo CPC/15. Mesmo na contramão do ideal da Comissão de Juristas que elaborou o anteprojeto, que objetivava privilegiar o procedimento comum e reduzir os procedimentos especiais, a inclusão foi muito bem-vinda, já que supre lacuna legislativa existente até então. Assim, a única opção correta é:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: TJ-SC Prova: FCC - 2017 - TJ-SC - Juiz Substituto |
Q822966 Direito Processual Civil - Novo Código de Processo Civil - CPC 2015
No tocante aos procedimentos especiais de jurisdição contenciosa,
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q802727 Direito Processual Civil - Novo Código de Processo Civil - CPC 2015

É certo afirmar:

I. Através do rito das “ações de família” previsto no CPC/2015, o ministério público teve a sua competência significativamente ampliada.

II. O manejo da oposição pelo terceiro é facultativo. Cabe ao terceiro avaliar se pretende discutir, desde logo, o objeto da lide pendente ou se aguardará o desfecho daquele feito para ajuizar ação autônoma apenas em face do vencedor.

III. A ação de habilitação pertence à categoria das ações acessórias, por corresponder a uma forma complementar ou regularizar causa já pendente, assim, a competência para processa-la e julgá-la é do juiz.

IV. O foro para julgamento da ação de dissolução de sociedade de que trata o procedimento especial do CPC é aquele eleito pelos sócios, constante do instrumento contratual. Sendo omisso o contrato, o juízo competente será o do local onde está a sede da sociedade (competência territorial), pois um dos réus é pessoa jurídica.

Analisando as proposições, pode-se afirmar:

Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Respostas
1: A
2: A
3: A
4: E
5: D