Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    609.563 questões encontradas
    Ano: 2017
    Banca: VUNESP
    Órgão: TJ-SP

    Leia o texto para responder à questão.

          Dados mais recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a diferença na carga de trabalho entre homens e mulheres não só é bastante díspar como aumentou nos últimos anos.

          Em 2005, as mulheres trabalhavam 6,9 horas a mais por semana que os homens; em 2015, essa diferença subiu para 7,5 horas, somando-se o trabalho formal e o doméstico, a chamada dupla jornada.

          Isso ocorre ainda que o tempo de dedicação das mulheres aos afazeres domésticos tenha diminuído (algo que pode ser atribuído ao acesso a eletrodomésticos) porque o tempo de dedicação dos homens a atividades profissionais foi reduzido em 3 horas.

                                                            (Folha de S.Paulo, 15.03.2017. Adaptado)

    No terceiro parágrafo do texto, o pronome “Isso” refere-se

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    02
    Q824114
    Ano: 2017
    Banca: VUNESP
    Órgão: TJ-SP

    Leia o texto para responder à questão.

          Dados mais recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a diferença na carga de trabalho entre homens e mulheres não só é bastante díspar como aumentou nos últimos anos.

          Em 2005, as mulheres trabalhavam 6,9 horas a mais por semana que os homens; em 2015, essa diferença subiu para 7,5 horas, somando-se o trabalho formal e o doméstico, a chamada dupla jornada.

          Isso ocorre ainda que o tempo de dedicação das mulheres aos afazeres domésticos tenha diminuído (algo que pode ser atribuído ao acesso a eletrodomésticos) porque o tempo de dedicação dos homens a atividades profissionais foi reduzido em 3 horas.

                                                            (Folha de S.Paulo, 15.03.2017. Adaptado)

    O primeiro parágrafo do texto contém um período composto por

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    03
    Q824113
    Ano: 2017
    Banca: VUNESP
    Órgão: TJ-SP

    Leia o texto para responder à questão.

          Surgiu a Maria da Anália, pediu se eu podia vender um pedaço de toucinho.

          – Não vou vender. Quando você engordou e matou o teu porco, eu não fui aborrecer-te.

          Ela começou a dizer que queria só o toucinho. Perpassei o olhar no povo. Fitavam o toucinho igual a raposa quando fita uma galinha. Pensei: e se eles invadir o quintal? Resolvi levar o toucinho para dentro de casa o mais depressa possível. Fitei as tabuas do barraco, que já estão podres. Se eles invadir, adeus barraco.

          Juro que fiquei com medo...

    (Carolina Maria de Jesus. Quarto de despejo – diário de uma favelada, 1993. Adaptado)

    A Maria da Anália visava ___ um pedaço de toucinho, mas seu pedido não chegou ____ sensibilizar a dona do porco que, vendo-se ____ mercê de uma invasão em seu quintal, decidiu recolher-se ____ sua casa.

    Assinale a alternativa cujos termos preenchem, correta e respectivamente, as lacunas do enunciado conforme a norma-padrão.

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    Ano: 2017
    Banca: VUNESP
    Órgão: TJ-SP

    Leia o texto para responder à questão.

          A moléstia conservou durante muitos dias – dias angustiosos e terríveis – um caráter de excessiva gravidade; durante longo tempo, Fadinha, que estava com todo o corpo cruelmente invadido pela medonha erupção, teve a existência por um fio.

          Entretanto, os cuidados da ciência e a ciência dos cuidados triunfaram do mal, e Fadinha ficou boa, completamente boa, depois de ter estado suspensa entre a vida e a morte.

          Ficou boa, mas desfigurada: a moça mais bonita do Rio de Janeiro transformara-se num monstro. Aquele rosto intumescido e esburacado não conservara nada, absolutamente nada da beleza célebre de outrora. Ela, porém, consolou-se vendo que o amor de Remígio, longe de enfraquecer, crescera, fortificado pelo espetáculo do seu martírio.

          A mãe, conquanto insensível às boas ações, não pôde disfarçar a admiração e o prazer que o moço lhe causou no dia em que lhe pediu a filha em casamento, dizendo:

          – Só havia um obstáculo à minha felicidade: era a formosura – de Fadinha. Agora que esse obstáculo desapareceu, espero que a senhora não se oponha a um enlace que era o desejo de seu marido.

          Realizou-se o casamento. D. Firmina, desprovida sempre de todo o senso moral, entendeu que devia ser aproveitado o rico enxoval oferecido pelo primeiro noivo; Remígio, porém, teve o cuidado de fazer com que o restituíssem ao barão. A cerimônia efetuou-se com toda a simplicidade, na matriz do Engenho Novo.

          Um ano depois do casamento, Fadinha estava outra vez bonita, não da boniteza irradiante e espetaculosa de outrora, mas, enfim, com um semblante agradável, o quanto bastava para regalo dos olhos enamorados do esposo. Remígio dizia, sinceramente, quem sabe? que a achava assim mais simpática, e os sinais das bexigas lhe davam até um “não sei quê”, que lhe faltava dantes.

          – Não é bela que me inquiete, nem feia que me repugne. Era assim que eu a desejava.

          O caso é que ambos foram muito felizes. Ainda vivem. Remígio é atualmente um alto funcionário, pai de cinco filhos perfeitamente educados.

    (Arthur Azevedo, “A moça mais bonita do Rio de Janeiro”. Em: Seleção de Contos, 2014. Adaptado)

    Querendo-se intensificar o sentido das expressões “dias angustiosos e terríveis” e “Fadinha ficou boa, completamente boa”, elas podem ser reescritas, em conformidade com a norma-padrão, respectivamente, das seguintes formas:

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    05
    Q824101
    Ano: 2017
    Banca: VUNESP
    Órgão: TJ-SP

    Leia o poema de Mario Quintana para responder à questão. 

                               Outra estatística

                          Leio que certa cidade,

                          E olhe que não das maiores,

                          Tem quatro milhões de almas...

                          Mas isso deve ser para atenuar a situação.

                          O que a cidade tem, no duro,

                          São quatro milhões de bocas!

                    (Mario Quintana. Da preguiça como método de trabalho)

    Com base no verso “O que a cidade tem, no duro...”, assinale a alternativa que traz, correta e respectivamente, a relação de sentido estabelecida pela locução adverbial destacada e o advérbio que pode substituí-la nesse contexto.

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.