O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
OFERTAS COM ATÉ 45%OFF

ÚLTIMA OPORTUNIDADE! Declare sua independência com os menores preços!

Questões de Concurso Militar ITA 2019 para Aluno - Matemática, Física, Química, Português e Inglês

Foram encontradas 70 questões

Q1287849 Português
Leia atentamente o trecho destacado e assinale a alternativa que apresenta apenas a(s) afirmação(ões) correta(s).
O assombro de Itaguaí. E agora prepare-se o leitor para o mesmo assombro em que ficou a vila, ao saber um dia que os loucos da Casa Verde iam todos ser postos na rua. — Todos? — Todos. —É impossível; alguns, sim, mas todos... — Todos. Assim o disse ele no ofício que mandou hoje de manhã à câmara. [Contos, p. 315].
I. O narrador combina diferentes gêneros — crônica histórica, poesia etc. — para registrar a linguagem popular. II. O diálogo com o leitor tem o objetivo de envolvê-lo na narrativa. III. O título e o diálogo com o leitor evidenciam a ironia do narrado
Q1287850 Português
Leia atentamente e assinale a alternativa correta.
A verdade é que nunca soube quais foram os meus atos bons e quais foram os maus. Fiz coisas boas que me trouxeram. prejuízo; fiz coisas ruins que deram. lucro. E como sempre tive a intenção de possuir as terras de S. Bernardo, considerei legítimas as ações que me levaram a obtê-las. [S'. Bernardo, p. 48].
Com base no trecho destacado, é possível dizer que, para o protagonista
Q1287851 Português
Leia atentam ente e assinale a alternativa correta.
—Escola! Que me importava que os outros soubessem, ler ou fossem, analfabetos? Esses homens de governo têm um parafuso frouxo. Metam pessoal letrado na apanha da mamona. Hão de ver a colheita. [S'. Bernardo, p. 50].
Conforme ficamos sabendo logo adiante no enredo, Paulo Honório decide, apesar do que afirma no trecho destacado, construir uma escola em S. Bernardo porque
Q1287852 Português

Leia atentamente e assinale a alternativa correta.

E ela conhecia e temia os repentes de Nhô Augusto. Duro, doido e sem detença, como um bicho grande do mato. E, em. casa, sempre fechado em. si. Nem com. a menina se importava. Dela, Dionóra, gostava, às vezes; da sua boca, das suas carnes. Só. No mais, sempre com os capangas, com mulheres perdidas, com o que houvesse de pior. [...] E sem efeito eram sempre as orações e promessas, com que ela o pretendera trazer, pelo menos, até a meio caminho direito. [Sagarana, p. 297].


Pareceu-me que havia ali um equívoco e que, se Madalena quisesse, tudo se esclareceria. O coração dava-me coices desesperados, desejei doidamente convencer-me da inocência dela.

—Para quê? murmurou Madalena. Há três anos vivemos uma vida horrível. Quando procuramos entender-nos, já temos a certeza de que acabamos brigando.

[S. Bernardo, p. 189].

Q1287853 Português
L eia o trecho destacado para responder a questão. 

Mas, apesar de montado, o chefe ainda chamou Nhô Augusto, para dizer:
—Mano velho, o senhor gosta de briga, e entende. Está-se vendo que não viveu sempre aqui nesta grota, capinando roça e cortando lenha... Não quero especular coisa de sua vida pra trás, nem, se está se escondendo de algum, crime. Mas, comigo é que o senhor havia de dar sorte! Quer se amadrinhar com, meu povo? Quer vir junto ?
—Ah, não posso! Não me tenta, que eu não posso, seu Joãozinho Bem-Bem,...
—Pois então, mano velho, paciência.
—Mas nunca que eu hei de me esquecer dessa sua bizarria, meu amigo, meu parente, seu Joãozinho Bem,-Bem,! [Sagarana, p. 319].
No contexto da narrativa, a resposta de Augusto Matraga é sinal de sua
Respostas
16: C
17: B
18: B
19: D
20: A