O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Prêmio Reclame Aqui 2021: Ajude o Qconcursos a conquistar mais esse prêmio!

O que precisa para ser advogado

O advogado é um profissional que “presta assistência jurídica, defendendo os interesses de seus clientes diante da justiça, é a ação de pleitear em juízo”. De acordo com o Estatuto da Advocacia e OAB, o advogado é indispensável à administração da justiça.

Para exercer esta profissão, que tem uma grande função social, é preciso estar em constante atualização, ter um bom conhecimento das leis e normas vigentes, comunicação verbal adequada e boa oratória, além de argumentação convincente.

Por ser um agente essencial para a segurança jurídica do país e uma carreira promissora, a profissão atrai muitos interessados que buscam pela graduação de Direito, uma das mais concorridas no Brasil.

A graduação em Direito tem duração aproximada de 5 anos. Após formado, o aprovado é reconhecido como Bacharel em Direito. Porém, para que possa exercer a profissão de advogado, ainda precisa passar por mais uma etapa: o Exame de Ordem dos Advogados (OAB).

O que você vai encontrar neste artigo:

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é a instituição máxima responsável por representar a classe dos advogados brasileiros, sendo regida pelo Estatuto da Advocacia e OAB.

Segundo o artigo 44 da Lei nº 8.906, a Ordem dos Advogados do Brasil é um serviço público, dotada de personalidade jurídica e forma federativa, que tem o objetivo de:

I - defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado democrático de direito, os direitos humanos, a justiça social, e pugnar pela boa aplicação das leis, pela rápida administração da justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas;

II - promover, com exclusividade, a representação, a defesa, a seleção e a disciplina dos advogados em toda a República Federativa do Brasil.

Saiba mais: Para que serve a OAB?

A importância da OAB para os advogados

Agora que você já sabe o que é a OAB, a pergunta central é: O que precisa para ser advogado? Para os profissionais que se formam em Direito e desejam advogar é necessário estar regularmente inscrito nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Sem a inscrição, as ações do advogado são invalidadas e o profissional pode ser processado por exercício ilegal da advocacia.

A entidade fiscaliza, representa e defende o exercício da profissão, sendo constituída por vários órgãos, que representam a classe em diferentes níveis:

  • Conselho Federal;
  • Conselhos Seccionais;
  • Subseções;
  • Caixas de Assistência dos Advogados.

A inscrição na OAB é obtida por meio da aprovação do Exame da Ordem Unificado, que é uma prova instituída pelo Estatuto da Advocacia e OAB, aplicada em todo o território nacional pela organização.

A prova é o último obstáculo para quem deseja ser advogado consiga exercer a profissão. Assim, quem ingressa na graduação, já tem conhecimento da OAB e alguns começam a se preparar logo cedo.

Mayara Melo (24), Fortaleza/CE
Mayara Melo (24), Fortaleza/CE

Foi o caso da advogada Mayara Melo Marques, de 24 anos, da cidade de Fortaleza (CE), que desde o começo do curso de Direito começou seus estudos para o Exame da OAB.

“Desde o princípio eu queria exercer a advocacia. Apesar de muitas outras pessoas buscarem concursos públicos, eu decidi que queria realmente ser advogada. Então a minha preparação iniciou no começo da faculdade”, disse a advogada.

Para o advogado, Otávio Albuquerque, que foi aprovado no Exame da OAB estudando pelo Qconcursos, além de conquistar a carteira da OAB para advogar, a aprovação no Exame da Ordem era o caminho para ir atrás dos seus sonhos profissionais.

“A maioria dos estudantes de direito sonham com essa aprovação na OAB, porque é uma conquista que alimentamos durante o curso. E o meu caso não foi diferente. Eu sonhei com essa aprovação para poder desempenhar a minha profissão e ter essa experiência de advogar e ser um advogado habilitado. E eu tinha em mente que a partir do momento que eu fosse aprovado, poderia ter independência na minha profissão. Então, eu fiz a prova com esse objetivo: poder trabalhar e correr atrás dos meus sonhos na advocacia”, contou Otávio Albuquerque.
Otávio Albuquerque
Otávio Albuquerque

Exame da Ordem

O Exame da Ordem Unificado é aplicado, pelo menos, três vezes por ano, em 168 municípios. A prova da OAB é uma forma de verificar o nível de conhecimento jurídico dos bacharéis em Direito e avaliar se estão aptos para atuar na área da advocacia. Anualmente, a OAB divulga o cronograma com as datas das provas e os editais.

Podem realizar o Exame os estudantes do último ano da graduação de Direito e aqueles que já concluíram a graduação e receberam o título de bacharel em Direito.

📰 Fique por dentro das últimas notícias sobre o Exame da OAB

Como é o exame da OAB?

O Exame da Ordem é dividido em duas fases: uma prova objetiva e uma prova prático-profissional. Para ser aprovado, o candidato deve obter 50% ou mais de acertos na primeira fase e atingir nota acima de 6 na segunda etapa.

A prova da 1ª fase da OAB é composta por 80 questões de múltipla escolha que abordam temas de disciplinas obrigatórias do curso de Direito. Além disso, há as matérias de Direitos Humanos, Código do Consumidor, Estatuto da Criança e do Adolescente, Direito Ambiental, Direito Internacional, Filosofia do Direito, bem como Estatuto da Advocacia e da OAB, seu Regulamento Geral e Código de Ética e Disciplina da OAB.

A 2ª fase do Exame da OAB, a prova prático-profissional, é constituída por uma peça processual e de quatro questões discursivas sob a forma de situações-problema, compreendendo a área de conhecimento escolhida pelo examinando no ato da inscrição.

📈 Tendências: resolução de questões da OAB cresce 70% em um ano

Como estudar para o Exame da Ordem Unificada

O Exame da OAB possui uma baixa taxa de aprovação comparada a quantidade de inscritos nas edições, então quem pretende conquistar a carteira da Ordem deve ter muita dedicação, estudo, organização e planejamento.

Quem costuma estudar para a OAB possui uma rotina, principalmente, quem ainda está na faculdade e precisa conciliar o último ano da graduação e a prova, que apresenta um conteúdo bem extenso.

Portanto, para garantir a aprovação é necessário desenvolver estratégias de estudos e adotar métodos para otimizar a preparação para os Exames da Ordem.

A advogada Mayara Melo começou a estudar desde o quarto semestre da faculdade e utilizou o Qconcursos para resolver questões e se preparar para a OAB, o que garantiu a sua aprovação.

“Eu estudava por resolução de questões e também por resumos. O essencial para a minha aprovação foi com certeza a resolução de questões, pois assim além de eu saber já o que que a banca cobrava com mais veemência, eu tinha uma prática, o que me passava uma segurança na hora da prova.”, afirmou a advogada.

📝 Exame OAB: resolva provas anteriores

Mayara Melo (24)
Mayara Melo (24)

Apesar de ter conquistado a carteira da OAB, Mayara Melo compartilha que até a sua aprovação, ela enfrentou algumas dificuldades, pois enquanto estava estudando para a prova, também fazia o TCC.

“Minha maior dificuldade na preparação foi justamente lidar com toda a pressão psicológica que é típica desse momento. Pelo fato de eu estar também na conclusão no oitavo semestre do curso de Direito, já também na véspera do preparo do TCC, então foi tudo de uma vez”, declarou a advogada.

Para quem estudou em um espaço curto até a prova, a estratégia de resolução de questões também foi a mais eficaz. Foi o caso de Otávio Albuquerque, que teve pouco tempo para se preparar, porém com foco e determinação, obteve um bom resultado na prova.

“Minha rotina de estudos foi bem intensa. No início da preparação, olhei no QC os filtros de questões da OAB de todas as provas anteriores aplicadas pela FGV. Fiz o cálculo do total de questões e a quantidade de dias até a data da primeira fase do Exame da Ordem. Depois, a divisão de quantas questões eu tinha que fazer por dia. Então, durante toda a minha preparação eu me dediquei a cumprir essas metas”, explicou o advogado que passava a maior parte do tempo resolvendo questões.

Ambos os advogados adotaram estratégias de estudo e com o objetivo definido, se preparam para conquistar a carteira da OAB, pois tinham o sonho de advogar e exercer a profissão.

📝 Leia mais: Estude com o caderno de questões

Para a advogada, Mayara Melo, o caminho para conquistar a aprovação e se manter motivado é saber desde o princípio o seu objetivo final e ter um propósito.

“A pessoa deve procurar aquilo que realmente se identifique. Quando você tem um propósito as coisas se tornam mais objetivas. Por exemplo, desde o começo eu decidi que queria ser advogada, então aquilo era só um obstáculo, só uma fase que eu teria que passar para realizar o meu desejo, o meu sonho, que era exercer efetivamente a profissão”, aconselhou Mayara, que também contou que outra forma de manter a motivação foi se inspirar na história de outras pessoas aprovadas na OAB.

O advogado Otávio Albuquerque, que atualmente está estudando para o concurso de Delegado das polícias civis estaduais do Nordeste, também aconselha os futuros colegas de profissão.

“Meu conselho para todos que estão estudando para OAB, é ter em mente a importância da resolução de questões, no sentido de não só respondê-las, mas de estudar através delas”, orienta Otávio.

Quer ficar por dentro das principais notícias que rolam no mundo dos concursos e dos exames da OAB? Acompanhe o nosso canal no Telegram e fique por dentro de tudo!

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.