O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concurso Receita Federal - situação ATUALIZADA do próximo certame

O último pedido para o concurso Receita, feito em 2018, foi negado. Mas, apesar disso, há muitas apostas que o órgão realizará um novo requerimento.

A esperança é devida, principalmente, ao levar em conta que a Receita Federal segue a maior parte dos pontos descritos no decreto 9.739/2019 e realizou uma reestruturação no órgão.

Terá concurso Receita Federal em 2019?

Em entrevista, o Subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Iágaro Martins, acredita que o concurso Receita seja “improvável que aconteça esse ano, apesar dos reiterados pedidos para abertura da seleção”.

Porém, o subsecretário reforçou a necessidade de abrir novas seleções, especialmente para atividades que “são imprescindíveis (necessitam) de pessoas”. Segundo Martins, apesar da modernização do órgão com processos digitais e do investimento em T.I.

Além disso, Iágaro Martins enfatizou que o órgão não pretende esperar mais tanto tempo para outra seleção.

Resumo do concurso Receita

Quer saber tudo sobre a Receita Federal?

Nesta matéria, é feita uma análise completa sobre o Concurso Receita.

  • que faz um servidor da Receita Federal?
  • Quanto ganha um servidor da Receita Federal?
  • Quantas vagas estão previstas no próximo concurso?
  • Quais são as etapas no concurso Receita?
  • Qual foi a concorrência e nota de corte do concurso Receita?
  • Qual conteúdo cobrado no último concurso Receita?

O que faz um servidor da Receita Federal?

Hoje, a Receita Federal é responsável por diversas atividades como controle, investigação e fiscalização.

O órgão é encarregado, por exemplo, do controle de fluxo de exportações e importações, fiscalização das fronteiras, investigação de lavagem de dinheiro, além de administrar operações fiscais.

Um Auditor-Fiscal da Receita Federal cuida, entre outros pontos, de: exame de contabilidade de empresas, fiscalização (inclusive aduaneira), lançamento tributário, orientação e supervisão dos contribuintes e tomada de decisões em processos fiscais.

Já o Analista-Tributário da Receita Federal auxilia nas operações relacionadas ao Auditor e no exame de processos administrativos.

Os servidores da Receita ainda possuem a vantagem de teletrabalho (home office), regulamentado em fevereiro de 2019.

As atividades autorizadas para realização de teletrabalho são:

  • Análise e julgamento de processos administrativos fiscais;
  • Desenvolvimento de sistemas T.I, análise;
  • Elaboração de processos de correição;
  • Realização auditoria interna e entre outras.

Quanto ganham os servidores da Receita Federal?

Segundo valores da tabela do mês de janeiro de 2019, um Analista-Tributário da Receita Federal tem remuneração inicial de R$ 12.142,39.

Esse valor é somado com os benefícios, como auxílio-alimentação de R$458 e auxílio-saúde de R$130. Ao final da carreira, ele pode receber por volta de R$ 16 mil.

Veja abaixo a progressão da carreira de Analista-Tributário da Receita Federal:

um Auditor-Fiscal Tributário da Receita Federal inicia a carreira com remuneração de R$ 21.029,09.

Após três (3) anos de carreira, um auditor pode receber um vencimento de R$ 23.208,68 com um bônus de eficiência de R$3 mil.

Além disso, há a indenização de fronteira, ou seja, caso o servidor atue em cidade fronteiriça, ele recebe R$ 91 por dia a título de indenização.

Veja abaixo a progressão de carreira do Auditor-Fiscal Tributário da Receita Federal:

Quantas vagas estão previstas no próximo concurso Receita Federal?

Ainda não há informações se a Receita Federal pediu novo concurso ou não, mas, de acordo com o pedido, realizado em 2018, foram requisitadas: 630 vagas para Auditor-Fiscal da Receita Federal e 1.453 vagas para Analista-Tributário da Receita Federal.

Importante ressaltar que, hoje, há necessidade de 2.100 Auditores e Analistas.

Quais são as etapas no concurso Receita?

O último concurso para Auditor-Fiscal ocorreu em 2014, já para Analista-Tributário, em 2012.

Ambos foram organizados pela banca Esaf, hoje integrada à Enap.

No concurso de 2012, os candidatos passavam por duas etapas. A primeira, foi formada por prova objetiva e dissertativa.

As provas objetivas tiveram valoração máxima de 120 pontos. A segunda etapa consistiu na Sindicância de Vida Pregressa. Na época, foram ofertadas 750 vagas para o cargo.

O concurso de 2014 teve a mesma estrutura do anterior, e conteve duas etapas. A primeira foi a prova objetiva e dissertativa e a segunda, a Sindicância de Vida Pregressa.

As provas objetivas tiveram valoração máxima de 120 pontos. Foram ofertadas 278 vagas para o cargo de Auditor-Fiscal.

Qual foi a concorrência e nota de corte nos últimos concursos da Receita?

Para Analista-Tributário, em 2012,, 89.791 candidatos concorreram para as 700 vagas (ampla concorrência). A concorrência foi de 128 candidatos por vaga.

Para Auditor-Fiscal, em 2014, 68.540 pessoas concorreram para as 278 vagas, sendo a concorrência de 246 candidatos por vaga.

Em 2014, a nota de corte foi de 74% do total de pontos possíveis, enquanto, no de 2012, a nota de corte foi de 65%.

Entretanto, foram chamados aprovados excedentes em ambos concursos, o que fez a nota de corte diminuir.

Para o concurso de 2014, a nota de corte reduziu para 71% de aproveitamento dos pontos máximos e, no de 2012, foi para 62%.

Na tabela abaixo, verifique o aproveitamento das notas máximas de acordo com a posição dos últimos três concursos:

Qual conteúdo cobrado no último concurso Receita?

Para Auditor-Fiscal, foram cobrados os seguintes conteúdos nas provas objetivas:

  • português
  • espanhol ou inglês
  • raciocínio lógico-quantitativo
  • administração geral e pública
  • direito administrativo
  • direito constitucional
  • direito tributário
  • auditoria
  • contabilidade geral e avançada
  • legislação tributária
  • comércio internacional e legislação aduaneira

Para Analista-Tributário, os conteúdos foram os a seguir:

  • português
  • espanhol ou inglês
  • raciocínio lógico-quantitativo
  • administração geral
  • direito constitucional
  • direito administrativo
  • direito tributário
  • contabilidade geral
  • legislação tributária
  • legislação aduaneira

Como visto acima, as matérias cobradas somente para Auditor são:

  • administração pública
  • auditoria
  • contabilidade avançada
  • comércio internacional

Conheça os melhores cursos para Receita Federal: Auditor, Analista.

Fique ligado em nosso blog e acompanhe as principais notícias de concurso em primeira mão.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.