O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
Descontos de 3º lote só até 20/01. Não perca a novidade da parceria com o Direção Concursos. EU QUERO!

Questões de Concursos

Q724407 Português

TEXTO II

                                                           0 Patinho Feio

    Era uma vez uma pata que teve cinco ovos. Ela esperava ansiosamente pelo dia em que os seus ovos quebrassem e deles nascessem os seus queridos filhos!

   Quando esse dia chegou, os ovos da mamãe pata começaram a abrir, um a um, e ela, alegremente, começou a saudar es seus novos patinhos. Mas o último ovo demorou mais a partir, e a pata começou a ficar nervosa...

   Finalmente, a casca quebrou e, para surpresa da pata, de lá saiu um patinho muito diferente de todos os seus outros filhos.

   - Este patinho feio não pode ser meu! Exclamou ela.

   - Alguém te pregou uma peça. Afirmou a vizinha galinha.

   Os dias passaram e, à medida que os patinhos cresciam, o patinho feio tornava-se cada vez mais diferente dos outros patinhos.

   Cansado de ser gozado pelos seus irmãos e por todos os animais do quintal, o patinho feio decide partir. Mesmo longe do quintal, o patinho não conseguiu paz, pois os seus irmãos perseguiam-no por todo o lago, gritando:

   - É o pato mais feio que nós já vimos!

   E, para onde quer que fosse, todos os animais que encontrava riam dele.

   - Que farei? Para onde irei? O patinho sentia-se muito triste e abandonado.

   Com a chegada do inverno, o patinho, cansado e cheio de fome, encontrou uma casa e pensou:

   -Talvez aqui encontre alguém que goste de mim! E assim foi.

  O patinho passou o inverno aconchegadinho, numa casa quentinha e na companhia de quem gostava dele. Tudo teria corrido bem se não tivesse chegado a primavera e, com ela, um gato malvado, que, enganando os donos da casa, correu com o patinho para fora dali!

  - Mais uma vez estou sozinho e infeliz... Suspirou o patinho feio.

 O patinho seguiu o seu caminho e, ao chegar a um grande lago, refugiou-se junto a uns juncos, e ali ficou durante vários dias.

Um dia, muito cedo, o patinho feio foi acordado por vozes de crianças.

  - Olha! Um recém-chegado! Gritou uma das crianças. Todas as outras crianças davam gritos de alegria.

  - E é tão bonito! Dizia outra.

  Bonito?... De quem estão falando? Pensou o patinho feio.

  De repente, o patinho feio viu que todos olhavam para ele e, ao ver o seu reflexo na água, viu um grande e elegante cisne.

  - Oh!... Exclamou o patinho admirado. Crianças e outros cisnes admiravam a sua beleza e cumprimentavam-no alegremente.

  Afinal ele não era um patinho feio, mas um belo e jovem cisne!

  A partir desse dia, não houve mais tristezas, e o patinho feio, que agora era um belo cisne, viveu feliz para sempre!

Disponível em: «http://bebeatual.com/historias-patinho-feio_105-» Acesso em 28 set 2016. Texto adaptado.

Vocabulário do texto II

refugiou-se: abrigou-se.

junco: planta. 

O texto II é uma narrativa que apresenta, como estratégia estrutural, uma cronologia, ou seja, uma sequência temporal dos fatos narrados. Nas alternativas abaixo, há trechos reescritos da narrativa. Marque a alternativa que apresenta sequência lógica, conforme o texto.
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!