O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
Descontos de 3º lote só até 20/01. Não perca a novidade da parceria com o Direção Concursos. EU QUERO!

Questões de Concursos

Q799741 Português

Leia o poema de Augusto dos Anjos para responder à questão.

                                         À mesa

                  Cedo à sofreguidão do estômago. É a hora

                  De comer. Coisa hedionda! Corro. E agora,

                   Antegozando a ensanguentada presa,

                   Rodeada pelas moscas repugnantes,

                   Para comer meus próprios semelhantes

                               Eis-me sentado à mesa!

                  Como porções de carne morta... Ai! Como

                  Os que, como eu, têm carne, com esse assomo

                  Que a espécie humana em comer carne tem!...

                  Como! E pois que a Razão me não reprime,

                  Possa a terra vingar-se do meu crime

                         Comendo-me também.

                                                               (Augusto dos Anjos. Eu e outras poesias, 2011)

Ao descrever a hora da refeição, o eu lírico reconhece
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!