Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se

Antiguidade Ocidental (Gregos, Romanos e Macedônios)


QUESTÕES PARA PRATICAR

(29 questões)
Ver no modo completo: Todas as questões
01
Q602149
Aplicada em: 2015
Banca: NC-UFPR
Órgão: PM-PR
Considere o excerto de poema espartano do século VII a.C.: 

                     [...] Pois não há homem valente no combate,

                     se não suportar a vista da canificina sangrenta

                     e não atacar, colocando-se de perto. [...]

                     É um bem comum para a cidade e todo o povo,

                     que um homem aguarde, de pés fincados, na primeira fila,

                     encarniçado e todo esquecido da fuga vergonhosa,

                     expondo a sua vida e ânimo sofredor,

                     e, aproximando-se, inspire confiança

                     com suas palavras ao que lhe fica ao lado.

(Tradução de Maria Helena da Rocha Pereira. In: Hélade: Antologia da Cultura Grega, Coimbra: Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra / Instituto de Estudos Clássicos, 4. ed., 1982.)

Com base nesse excerto, considere as afirmativas abaixo sobre os valores ressaltados no poema e sobre características da cidade-Estado de Esparta entre os séculos VII e V a.C.:

1. Esparta e Atenas compartilhavam do mesmo ideal militar expresso no poema, motivo pelo qual juntaram esforços na Liga de Delos.

2. O poema expressa os valores esperados dos soldados espartanos: a coragem, o espírito de combate e a cooperação com o coletivo.

3. Para sustentar o exército, o Estado espartano formou a Liga do Peloponeso e distribuiu as terras conquistadas entre as cidades-Estado aliadas.

4. Esparta manteve uma elite militar, formada pela educação rígida de suas crianças, que eram controladas pelo Estado e separadas de suas famílias.

Assinale a alternativa correta. 

Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

Anterior Anterior