O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
40%

2022 pode ser o ano que vai mudar a sua vida. Vem com a gente com até 40% OFF! 🤑

Questões de Literatura - Estilística para Concurso

Foram encontradas 47 questões

Q1856009 Literatura

O texto seguinte servirá de base para responder a questão.


A UM POETA

(1º§ Quarteto)

Longe do estéril turbilhão da rua,

Beneditino, escreve! No aconchego

Do claustro, na paciência e no sossego,

Trabalha, a teima, e lima, e sofre, a sua!

(2º§ Quarteto)

Mas que na forma se disfarce o emprego

Do esforço, e a trama viva se construa

De tal modo, que a imagem fique nua,

Rica mas sóbria, como um templo grego.

(1º§ Terceto)

Não se mostre na fábrica o suplício

Do mestre. E, natural, o efeito agrade,

Sem lembrar os andaimes do edifício:

(2º§ Terceto)

Porque a Beleza, gêmea da Verdade,

Arte pura, inimiga do artifício,

É a força e a graça na simplicidade.

(Olavo Bilac)

soneto de Olavo Bilac, o "Primeiro Príncipe dos Poetas".

Rima é um recurso estilístico muito utilizado nos textos poéticos, sobretudo nos textos em versos, proporcionando sonoridade, ritmo e musicalidade.
Sobre as rimas do soneto, marque a alternativa INCORRETA.
Alternativas
Q1856007 Literatura

O texto seguinte servirá de base para responder a questão.


A UM POETA

(1º§ Quarteto)

Longe do estéril turbilhão da rua,

Beneditino, escreve! No aconchego

Do claustro, na paciência e no sossego,

Trabalha, a teima, e lima, e sofre, a sua!

(2º§ Quarteto)

Mas que na forma se disfarce o emprego

Do esforço, e a trama viva se construa

De tal modo, que a imagem fique nua,

Rica mas sóbria, como um templo grego.

(1º§ Terceto)

Não se mostre na fábrica o suplício

Do mestre. E, natural, o efeito agrade,

Sem lembrar os andaimes do edifício:

(2º§ Terceto)

Porque a Beleza, gêmea da Verdade,

Arte pura, inimiga do artifício,

É a força e a graça na simplicidade.

(Olavo Bilac)

soneto de Olavo Bilac, o "Primeiro Príncipe dos Poetas".

Marque o verso construído com polissíndeto.
Alternativas
Q1808294 Literatura
Marque a alternativa com análise INCORRETA.
Alternativas
Q1786930 Literatura

O QUE MAIS DÓI


O que mais dói não é sofrer saudade

Do amor querido que se encontra ausente

Nem a lembrança que o coração sente

Dos belos sonhos da primeira idade.


Não é também a dura crueldade

Do falso amigo, quando engana a gente,

Nem os martírios de uma dor latente,

Quando a moléstia o nosso corpo invade.


O que mais dói e o peito nos oprime,

E nos revolta mais que o próprio crime,

Não é perder da posição um grau.


É ver os votos de um país inteiro,

Desde o praciano ao camponês roceiro,

Pra eleger um presidente mau.


(PATATIVA DO ASSARÉ)

A forma poética usada por Patativa no poema "O que mais dói" é chamada de:
Alternativas
Q1780617 Literatura
Em versificação, assinale a alternativa incorreta.
Alternativas
Respostas
1: B
2: C
3: B
4: C
5: D