O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Vote QC na final do Prêmio iBest!

Vote aqui

Questões de Ciência Política para Concurso

Foram encontradas 493 questões

Q1325891 Ciência Política
Sobre o Marxismo, assinale a alternativa correta.
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q1219494 Ciência Política
A estruturação do Estado “de bem-estar”, após a Segunda Guerra Mundial, priorizou:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q1112014 Ciência Política
Relacione a COLUNA II de acordo com a COLUNA I, observando os instrumentos que constituem as Políticas Públicas.
COLUNA I 1. Planos 2. Programas 3. Ações 4. Atividades
COLUNA II ( ) Visam o alcance de determinado objetivo estabelecido. ( ) Estabelecem objetivos gerais e específicos focados em determinado tema, público, conjunto institucional ou área geográfica. ( ) Estabelecem diretrizes, prioridades e objetivos gerais a serem alcançados em períodos relativamente longos. ( ) Visam dar concretude à ação.
Assinale a sequência CORRETA.
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q1095413 Ciência Política
O que é participação política?

    A participação política envolve a possibilidade de influenciar, de forma efetiva, as políticas locais, regionais, nacionais e internacionais. Calcada a partir da ação intencional, visa a impactar na agenda pública, na participação legal do sistema representativo, a partir do voto,nas campanhas, nas eleições e na estrutura legislativa. A participação política ocorre, também, pela participação nas estruturas, nas atividades e no trabalho partidário, em grupos organizados e em manifestações orientadas a exercer influência na pauta dos atores políticos e institucionais dos governos.
     É muito comum se ouvir comentários de que a juventude hoje não se interessa por política, que é uma geração apática, alienada e consumista que passa a maior parte do seu tempo na frente da TV. Além disso, há inúmeras comparações da atual geração de jovens com aqueles que viveram os anos de ditadura no Brasil na década de 1960 e 1970. Com um tom de saudosismo, se diz que a juventude já não é como antes, que saía às ruas para protestar contra a repressão do governo e se arriscava em associações clandestinas para lutar pela liberdade de expressão e pela democracia.
    Aqueles que estão convencidos de que isso é verdade podem se surpreender. Em novembro de 2005, o IBASE e o Instituto Polis lançaram o resultado da pesquisa Juventude Brasileira e Democracia: participação, esferas e políticas públicas, que ajuda a desmistificar essa apatia da juventude. Foram entrevistados oito mil jovens em sete regiões metropolitanas brasileiras.
     Alguns dados interessantes: 28,1% dos oito mil jovens entrevistados faziam parte de algum grupo; 85,8% dos jovens afirmaram se informar sobre o que acontece no mundo; 89% dos jovens acreditam que as pessoas devem se unir para defender seus interesses; e 85% dos entrevistados disseram que é preciso abrir canais de diálogo entre cidadãos e governo.
     É fato que muitos jovens que desejam participar mais não sabem como fazer. Participação política pode ser bem mais do que votar em uma eleição. Esta é apenas uma das formas, por isso é muito importante tornar público quais os espaços já existentes e de que maneiras é possível participar!

Internet: http://www.infojovem.org.br/  (com adaptações).

Desde  a  Grécia  Antiga,  o  conceito  de  participação  política  vem  sendo  discutido  no Ocidente.  A  participação  política é  um  dos  aspectos  fundantes  das  democracias  atuais,  hoje  sendo uma referência indentitária do modo de vida social no  Ocidente.  Tendo  o  texto  apresentado  e  os  conceitos  de  participação  política,  democracia  e  identidade  como  referências iniciais, julgue os próximos itens.  
A participação política dos jovens no Brasil ganhou ênfase a partir de 2005, com a implementação da Política Nacional da Juventude (PNJ), que permite o diálogo entre a sociedade civil e o Poder Público, a ampliação das políticas públicas para os jovens e a inserção de suas reivindicações nas agendas de governo.
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q1023825 Ciência Política
Assistimos desde os anos 1970 mudanças significativas no mundo do trabalho, com contra-reformas que têm induzido, em nome da retomada do crescimento e da competitividade, reestruturações da esfera produtiva cujos reflexos mais nítidos ocorrem nas relações laborais. Nos anos 1990 ocorre um processo amplo de contra-reformas estruturais no Estado brasileiro, cujo maior exemplo foi o PDRAE (Plano Diretor de Reforma do Aparelho do Estado), em 1995, que definia o que seriam as atividades exclusivas do Estado e aquelas que seriam não-exclusivas, com avanço da informalidade, desemprego, flexibilização e precarização do trabalho. Assiste-se hoje um debate sobre terceirizações e subcontratações para atividades fins e atividades meio, como é o caso do Projeto de Lei Federal nº 4.330/2004 e Projeto de Lei Federal nº 30/2015. Acerca das transformações recentes no chamado mundo do trabalho, pode-se afirmar que:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Respostas
1: C
2: B
3: A
4: C
5: D