O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concurso PC SP - cerca de 3 mil vagas autorizadas

O concurso PC SP (Polícia Civil de São Paulo) está autorizado. A seleção pretende preencher 2.939 vagas para quatro cargos: Delegado (250), Investigador (900), Escrivão (1.600) e Médico Legista (189).

Vale lembrar que o concurso de 2018, que preencheu vagas de Delegado (250), Escrivão (800) e Investigador (600), ainda não foi homologado. Nada impede que um novo certame seja aberto, mas a Constituição Federal deixa claro que os aprovados anteriormente têm preferência na convocação.

Nesta matéria, você saberá tudo sobre o próximo concurso PC SP. Antes de começarmos, veja um resumo de alguns tópicos importantes:

Resumo concurso PC SP 2019

Vamos começar?

  • Autorizações
  • Salário PC SP
  • Carreira na PC SP
  • Pré-requisitos para ingresso na PC SP
  • Últimos concursos PC SP

Em primeiro lugar, confira as autorizações das vagas para o próximo certame da Polícia Civil de São Paulo:

  • Delegado - 250 vagas
  • Investigador - 900 vagas
  • Escrivão - 1.600 vagas
  • Médico Legista - 189 vagas

Qual é o salário na PC SP?

Para o cargo de Delegado, que exige nível superior em Direito, os ganhos iniciais superam os R$ 9.800. No fim da carreira, o ocupante do cargo faz jus a quase R$ 16 mil, fora benefícios.

O Investigador, que precisa ser graduado em qualquer área de formação, começa com um salário de R$ 3.743, fora benefícios. Vale lembrar que todos os cargos contam com um acréscimo de R$ 691,64 de adicional insalubridade.

Igual ao cargo de Investigador, a função de Escrivão também exige formação superior em qualquer área. O salário é exatamente o mesmo.

Válido apenas para candidatos formados em medicina, o cargo de Médico Legista começa com um pagamento de R$ 8.285 ao ocupante da 3ª classe, posto inicial do aprovado no certame.

Carreira na PC SP

Segundo a Lei Complementar N°1.151, de 25 de outubro de 2011, a estrutura de promoção na PC SP é dividida em quatro classes, sendo elas, de maneira hierárquica:

  • 3ª Classe;
  • 2ª Classe;
  • 1ª Classe;
  • Classe Especial.

Todos os aprovados passam por um período probatório de três anos de serviço em unidades da Polícia Judiciária ou da Polícia Técnico-Científica.

Para tentar progredir na carreira, o Policial deve estar em exercício na Secretaria de Segurança Pública ou estar afastado, regularmente, para exercer cargo de interesse Policial. Também deve ter cumprido quatro anos de efetivo exercício na 3ª classe e quatro na 2ª e na 1ª classe.

A promoção para a classe especial é através de merecimento. Uma série de fatores são levados em conta para que o profissional seja agraciado, ou não. As promoções ocorrem semestralmente, em março e setembro de cada ano.

Pré-requisitos para ingresso na PC SP

Além dos pré-requisitos básicos, que envolvem obrigações com o serviço militar e nacionalidade, o candidato também precisa ter, pelo menos, 18 anos completos na data da posse.

Também é preciso ser habilitado para a condução de veículos automotores na categoria “B”, no mínimo. Para a função de delegado, ainda é necessária experiência, que você pode conferir no item IV do edital.

Último concurso PC SP

Delegado

A última seleção teve edital publicado em março de 2018. A organizadora, como de costume, foi a Vunesp. Foram ofertadas 250 vagas imediatas.

Pré-requisitos para assumir o cargo:

  • Graduação em Direito, com diploma registrado;
  • Comprovação de atividade jurídica;
  • Outros descritos no edital.

Fases e estrutura do certame:

  • Prova objetiva;
  • Prova escrita;
  • Investigação social;
  • Prova oral;
  • Prova de títulos.

A prova discursiva foi composta por uma questão dissertativa e quatro discursivas. Também houve prova de títulos, cuja pontuação foi desta maneira

Investigador de Polícia

O edital de 2018, também organizado pela Vunesp, ofereceu 600 vagas imediatas, sendo 30 para candidatos com deficiência.

Fases da seleção e divisão da prova:

  • Prova objetiva;
  • Prova escrita;
  • Investigação social;
  • Prova oral;
  • Prova de títulos.

Também houve prova escrita de Noções de Direito e Noções de Criminologia. Além disso, tivemos avaliação oral, gravada em vídeo e áudio, que consistia na arguição em sessão pública.

Veja como foi a avaliação de títulos:

Escrivão

Também organizado pela Vunesp, o documento ofereceu 800 vagas imediatas, com 40 para candidatos com deficiência.

A divisão da prova foi da seguinte maneira:

  • Prova objetiva;
  • Prova escrita;
  • Investigação social;
  • Prova oral;
  • Prova de títulos.

Assim como para o cargo de Investigador, também houve prova escrita. As matérias cobradas foram Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Informática e Noções de Criminologia. A tabela de prova de títulos é a mesma em relação à seleção de Investigador.


Para ficar bem informado sobre concursos públicos no instagram, siga @victorconcursos e saiba tudo em primeira mão.

Conheça cursos completos para Investigador da PC SP, Escrivão da PC SP e Agente de Telecomunicações da PC SP.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.