O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concurso IBGE: AOCP será a banca do concurso IBGE para analista censitário

O novo concurso do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) já tem banca definida. O instituto AOCP será o responsável pela organização do certame, que vai ofertar 400 vagas temporárias para o cargo de analista censitário.

A informação foi publicada no Diário Oficial da União, nesta sexta-feira, 7 de junho. Os contratados selecionados serão responsáveis pelo planejamento, acompanhamento e suporte especializado no Censo Demográfico de 2020.

O concurso público foi autorizado em abril passado pelo Ministério da Economia. De acordo com a publicação no Diário Oficial da União do dia 30 de abril, a contratação será feita a partir de setembro de 2019.

O prazo para a publicação do edital de abertura das inscrições é de seis meses, contados a partir da autorização do concurso.

Para concorrer ao cargo de analista censitário, é preciso ter Ensino Superior completo. O prazo de duração do contrato é de um ano, no entanto, o acordo poderá ser prorrogado. A remuneração ainda não foi definida pelo IBGE.

Edital com 209 vagas temporárias

Em maio passado, foi divulgado um novo edital do concurso que visa preencher 209 vagas temporárias para funções de níveis fundamental e médio, em Poços de Caldas, Minas Gerais.

Cargos

A divisão das vagas será feita da seguinte forma:

  • Agente censitário municipal (nível médio): 4 vagas
  • Agente censitário supervisor (nível médio): 25 vagas
  • Recenseador (nível fundamental): 180 vagas

Os vencimentos para o cargo de agente censitário municipal são de R$ 2.100,00; para agente censitário supervisor, de R$ 1.700,00. Já para o cargo de recenseador a remuneração é feita por produtividade, calculada por setor censitário.

A jornada de trabalho dos agentes censitários será de 40 horas semanais; a dos recenseadores será de no mínimo 25 horas por semana.

Inscrições

As inscrições para o concurso destinado ao Censo Experimental de 2019 começaram em maio e estão abertas até o dia 9 de junho, no site do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade). O valor da taxa é de R$ 42,50 para nível médio e de R$ 25 para o cargo de nível fundamental.

A duração de contrato prevista é de até 6 meses para as funções de agentes censitários municipais e supervisores, e de até 2 meses para a função de recenseador, podendo ser prorrogada.

Etapas do concurso

O processo seletivo para os três cargos será feito por meio de prova objetiva de caráter eliminatório. Para o cargo de recenseador, além da avaliação objetiva haverá um treinamento de caráter eliminatório e classificatório.

Provas

De acordo com o projeto básico do concurso, a avaliação será feita por meio de provas objetivas. Para as funções de agente censitário supervisor e agente censitário municipal, a prova será composta por 60 questões, com as seguintes disciplinas:

  • Português (15)
  • Raciocínio Lógico (10)
  • Noções de Administração e Situações Gerenciais (15)
  • Conhecimentos Técnicos (20)

Para o cargo de recenseador, a avaliação será feita por 60 questões de:

  • Português (15)
  • Matemática (10)
  • Conhecimentos Técnicos (25)

Para ser aprovado, o candidato deve acertar no mínimo 30% do total da prova objetiva e 1 questão de cada disciplina.

Cronograma

As provas têm duração de 4 horas e serão aplicadas na cidade de Poços de Caldas, Minas Gerais, no dia 21 de julho. A contração dos agentes e a convocação do recenseador para treinamento estão previstas para 13 a 22 de agosto.

Cronograma do concurso IBGE para analista censitário
Cronograma do concurso IBGE para analista censitário

O Censo Experimental acontecerá entre setembro e novembro de 2019. Já o Censo Demográfico ocorrerá nos meses de agosto e outubro de 2020.

Outros editais

Em maio de 2019 o Governo Federal também autorizou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística a contratar 234.416 profissionais temporariamente para atuar no Censo Demográfico de 2020.

O processo seletivo deve ser publicado em até 6 meses a partir da autorização, e os aprovados podem ser contratados a partir de janeiro de 2020. Assim como os concursos acima, o prazo do trabalho é de 1 ano, podendo ser prorrogado caso haja necessidade.

As vagas oferecidas neste edital são distribuídas nas seguintes funções:

  • Supervisor de call center: 4
  • Codificador censitário: 120
  • Coordenador censitário de subárea 1: 600
  • Coordenador censitário de subárea 2: 850
  • Supervisor PA: 1.304
  • Agente censitário operacional: 1.760
  • Recenseador PA: 4.100
  • Agente censitário municipal: 6.100
  • Agente censitário supervisor: 23.578
  • Recenseador: 196.000

Últimos concursos

O último concurso do IBGE foi realizado em 2017, quando foram oferecidas 24.984 vagas para os cargos de agente censitário municipal, agente censitário supervisor e recenseador, funções de níveis médio e fundamental.

  • Agente censitário municipal: 1.272 vagas
  • Agente censitário supervisor: 4.867 vagas
  • Recenseador: 18.845 vagas

A banca organizadora foi a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O que é o Censo?

O Censo é uma pesquisa feita com o objetivo de conhecer a situação de vida da população brasileira em cada um dos municípios do país. O trabalho envolve cerca de 230 mil pessoas e é a principal fonte de dados sobre a situação da vida da população.

Com o Censo é possível acompanhar o crescimento, a distribuição geográfica e a evolução de outras características da população ao longo do tempo. Os dados são utilizados não só para definição de políticas públicas, mas também auxiliam as decisões da iniciativa privada.

A pesquisa ocorre a cada 10 anos. O último aconteceu em 2010.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.