O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Acaba em 5 dias

Planos até 45% OFF. Aqui você tem tudo o que precisa em um só lugar. Vem! 😊

SAIBA MAIS

Modo noturno: conforto, saúde e mais qualidade de vida

Quem é concurseiro sabe que a rotina de estudos não é fácil. Com a vida corrida, trabalho, família e demais afazeres, o planejamento de estudo é uma etapa importante para conquistar a aprovação.

Geralmente, os estudantes costumam dividir seu aprendizado em horários definidos. Alguns estudam pela manhã ou à tarde, outros à noite, e ainda tem os que segmentam em mais de um turno, com intervalos para descanso ou para atividades do dia a dia.

Como o estudo para concurso demanda tempo e concentração, é preciso ficar por um longo período conectado a aparelhos eletrônicos, assistindo videoaulas, lendo textos, resolvendo questões e revisando o conteúdo.

Além do tempo utilizado para estudos, as pessoas costumam usar os dispositivos durante todo o dia, conectados a redes sociais. Estudos desenvolvidos pela Agência Brasil em 2019, apontam que os millennials, geração dos nascidos entre 1980 e 1994, costumam usar smartphones, por exemplo, em uma média de 6,6 horas diárias.

Se o tempo normal de uso costuma ser alto, quando acrescenta-se o tempo de estudos esse número pode ser ainda maior.

Esse comportamento tem desencadeado problemas que prejudicam a saúde desses internautas, como dores de cabeça, olhos secos ou irritados, atenção reduzida, irritabilidade e sono desregulado. Além dessas enfermidades, uma das áreas que mais sofrem com os efeitos pelo excesso de exposição à luz azul dos aparelhos é a visão.

Cada vez mais, usuários que antes tinham a visão perfeita apresentam problemas e precisam começar a usar óculos, por exemplo. Há casos de pessoas que desenvolvem até mesmo doenças por conta do uso contínuo desses aparelhos ou apresentam sintomas da síndrome da visão por computador.

Todos esses aspectos são prejudiciais para quem precisa se dedicar por horas à preparação para concursos públicos, pois, mesmo que você não saiba, pode estar prejudicando o seu desempenho nos estudos e atrapalhando a sua aprovação.

Preocupado com a saúde dos concurseiros e percebendo a necessidade de maior conforto e em uma melhor qualidade de vida e estudos, o Qconcursos incluiu na versão mais recente da plataforma o modo noturno como uma das funcionalidades da Mesa de Estudos.

Para quem costuma virar a noite estudando, esse mecanismo tem sido prático, pois ameniza os efeitos de passar horas conectado e exposto ao brilho do celular.

Fique aí que iremos explicar tudo sobre esse recurso e a importância do seu uso para a sua saúde.

O que é o modo noturno

O modo noturno é um recurso que altera temporariamente o esquema de cores das telas dos programas, apresentando cores escuras ou com brilho reduzido. Ele modifica a interface gráfica do sistema operacional, de forma que o fundo fique escuro e as letras, claras.

Apesar de ter sido criado para ser usado à noite ou com pouca iluminação, cada vez mais as pessoas estão utilizando-o durante o dia.

O modo noturno ou dark mode tem sido aplicado nos sistemas operacionais de diversos aplicativos e dispositivos para melhor experiência de uso dos usuários, principalmente quando usado em ambientes com baixa iluminação.

Riscos do excesso de exposição à luminosidade

Os dispositivos eletrônicos se tornaram indispensáveis no nosso dia a dia. Quando nos referimos ao celular, por exemplo, estamos conectados a maior parte do dia, seja para uso recreativo ou trabalho, entre outros. Quem é concurseiro soma o tempo de estudos a isso. Sem contar o desktop, que também é utilizado para estudar, intercalado com o celular.

Esse uso excessivo se torna prejudicial à medida que nossos olhos estão frequentemente sob os efeitos da exposição à luz azul dos aparelhos digitais, que é a mesma presente na luz do sol.

Os riscos causados à visão podem ser imediatos ou a longo prazo, como explica a médica oftalmologista Dra. Faride Waked Tanos.

“Luz é a porção visível por nós da enorme onda eletromagnética propagada por uma determinada fonte. Essa enorme onda eletromagnética possui seus intervalos medidos por uma unidade chamada nanômetro. A luz que atinge nossos olhos é dividida em luz visível (comprimentos de onda de 380 a 780 nm) e luz não visível, que inclui luz no alcance ultravioleta (UV) e infravermelho. A luz azul violeta visível pode causar danos em várias estruturas dos nossos olhos, incluindo córnea e retina.”

A médica oftalmologista ainda esclarece como o brilho desses aparelhos pode afetar a nossa saúde.

“A luz tem um papel muito importante no nosso relógio biológico. A luz dos dispositivos eletrônicos pode interferir de forma negativa em todo nosso sistema visual, causando fadiga, olho seco, além de interferir no nosso metabolismo e qualidade do sono. A mesma faixa da luz azul que causa a fadiga ocular (450 a 470 nanômetros) causa também a fadiga noturna, dificuldade em ‘sentir sono’ devido à supressão da melatonina.”

A Dra. Faride comenta que o uso prolongado dos dispositivos, e consequentemente a diminuição da frequência do piscar, também ocasiona diversos problemas à visão, como:

“Cansaço e turvação visual, sensação de queimação, ardência, olhos vermelhos, dor de cabeça, além de problemas maiores que podem ocorrer principalmente na retina, relacionados à fototoxicidade."

Os efeitos prolongados do uso dos dispositivos digitais ainda são desconhecidos, mas é melhor prevenir e cuidar para que seu momento de estudo seja cada vez mais produtivo e não prejudicial à sua saúde.

Assim, a oftalmologista explicou sobre como o modo noturno é uma boa alternativa, bastante importante para amenizar os riscos da exposição à luminosidade dos dispositivos.

“A principal vantagem do modo escuro é permitir mais conforto à leitura. É uma excelente alternativa para aqueles que necessitam passar muitas horas em frente às telas em ambientes de baixa iluminação”, acrescenta a médica.

Além do modo noturno, o concurseiro pode adotar algumas medidas para amenizar os problemas causados à vista pelo excesso de exposição a luminosidade, como:

  • Contar o tempo em frente aos dispositivos eletrônicos
  • Realizar pausas com frequência para que os olhos descansem
  • Piscar constantemente para lubrificar os olhos

Apesar de todas as recomendações, a Dra. Faride aconselha visitar o oftalmologista pelo menos uma vez ao ano.

A importância do modo noturno

O modo noturno traz mais conforto para a leitura e diminui o esforço que a musculatura dos olhos precisa fazer durante o processo, assim os concurseiros podem passar mais tempo estudando.

Como explica a Product Manager do Qconcursos, Cecília Maia, “o modo noturno veio da necessidade de muitos usuários falarem sobre o brilho da tela. O modo claro cansa mais a vista”.

Mikael Oliveira, que estuda pelo QC há pouco mais de um ano, disse que quando começou na plataforma o modo noturno existia apenas no portal, mas a ampliação desse mecanismo tem ajudado bastante nos estudos, principalmente para ele que tem o hábito de usar o celular durante a noite.

“O modo noturno é um diferencial na concentração e na saúde da visão. Costumo estudar de 2 a 4 horas por dia. Então, além de utilizar o modo noturno à noite, uso também durante o dia, pois considero mais confortável para a visão.”, explica o concurseiro.

Para ele, o brilho da tela é desconfortável e atrapalha o sono devido à emissão da "luz azul". Mikael também implementa esse mecanismo em alguns aplicativos.

“Além de ter o modo noturno ativado ou programado em todos os apps, eu utilizo a função de luz amarela a partir das 21h20, automaticamente, no celular”, disse o Mikael.

Vale ressaltar, que além de reduzir os danos aos olhos, a diminuição do brilho da tela aumenta a autonomia da bateria, devido à economia de energia.

Como utilizar o modo noturno do Qconcursos

Cecília Maia explica como funciona o modo noturno e como utilizar esse recurso na plataforma do QC, tanto pelo computador quanto pelo celular.

“O modo noturno permite que você troque a cor do layout da área de questões para um layout escuro. Por enquanto, a funcionalidade está disponível na parte de prática intensiva, localizada na Mesa de Estudos, e no portal na área de questões. O recurso está presente logo abaixo dos filtros, onde você encontrará alguns ícones.”

O ícone da lua tem a opção de "ativar o modo noturno", que é mais confortável para os olhos em ambientes com baixa iluminação. Como demonstrado abaixo:

Confira o tutorial de como acessar pelo desktop:

Você também pode ativar a opção escura no seu celular. Para isso confira o tutorial abaixo:

Disponível no sistema Android. Para usar o modo noturno no iOS, o usuário precisa ativá-lo nas configurações gerais do dispositivo.

Conquiste seu sonho por meio da educação, mas sempre de forma saudável! E com esse recurso, dentre outras ferramentas e vantagens, o Qconcursos garante um estudo mais confortável, organizado e que mantenha sua saúde e qualidade de vida.

E aí, quer conquistar a sua aprovação? Venha estudar com o Qconcursos.


Quer ficar por dentro das principais notícias que rolam no mundo dos concursos? Acompanhe o nosso canal no Telegram e fique por dentro de tudo!

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.