O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
Tem promoção no ar! Aproveite nossa Black Friday com 40% OFF. Eu quero!

Questões de Concursos

Q682068 História

 Leia o texto a seguir: 


“Os diálogos de Platão são o longínquo eco de uma aventura filosófico-política na época das cidades gregas. Esse ateniense de origem nobre, conforme diríamos hoje, remonta, seguindo a linhagem de seu pai, a Codro, o último rei de Atenas, e, seguindo a linhagem de sua mãe, a Sólon. Sua família está próxima do poder e ele está assim naturalmente destinado a desempenhar um papel de primeira importância na vida política. Nessa época, o ponto de referência de todo homem livre é a cidade, centrada em seu domínio comum, a ágora. É ai que todos podem, ao menos em princípio, dar sua opinião sobre o rumo dos assuntos públicos, que interessam a todos. Mas a Grécia dessa época está fragmentada em estados rivais que vivem de acordo com instituições opostas: oligarquias e democracias. Esse cenário é atravessado pela rivalidade entre Esparta e Atenas: a primeira reúne as oligarquias e a segunda, as democracias.”

(JERPHAGNON, Lucien. Um nobre ateniense chamado Platão. Revista História Viva – Grandes temas, São Paulo, n.3, p.26)  

Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo, referentes à organização política e social de Esparta e Atenas:

( ) Durante muito tempo, Atenas manteve um regime monárquico, até que o último basileu foi derrubado pela aristocracia proprietária de terras, a qual estabeleceu um regime oligárquico fundado no arcontado, órgão do poder formado por indivíduos com mandatos anuais e funções religiosas, jurídicas e militares.

( ) Diante quadros de tensões sociais em Atenas, Drácon eliminou a escravidão por dívidas, libertando todos aqueles que haviam se tornado escravos por este motivo e ainda dividiu a sociedade de forma censitária.

( ) Os periecos eram o principal grupo social e elite militar espartana, compostos pelos descendentes dos conquistadores dórios, detentores do poder econômico, concentravam também o poder político e religioso, marginalizando as demais categorias sociais e utilizando a força militar para manter seus privilégios.

( ) Os Hiliotas eram servos, propriedade da cidade-Estado que descendiam dos primitivos habitantes da Lacônia dominados pelos dórios. Não possuíam direitos políticos e seu trabalho era explorado pelos espartanos.

( ) Em 510 a.C. o estadista ateniense Clístenes liderou uma rebelião contra o último tirano, derrubando-o e iniciando reformas que culminaram na implantação da democracia e na pacificação da pólis.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: