O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
Semana do cliente: assine o Plano Anual Premium com 20% de desconto! Quero aproveitar!

Questões de Concursos

Q749854 Artes Cênicas

“Como ir pro trabalho sem levar um tiro

Voltar pra casa sem levar um tiro
Se as três da matina tem alguém que frita 
E é capaz de tudo pra manter sua brisa 
Os saraus tiveram que invadir os botecos 
Pois biblioteca não era lugar de poesia 
Biblioteca tinha que ter silêncio, 
E uma gente que se acha assim muito sabida 

Há preconceito com o nordestino 
Há preconceito com o homem negro 
Há preconceito com o analfabeto 
Mas não há preconceito se um dos três for rico, pai. 

A ditadura segue meu amigo Milton 
A repressão segue meu amigo Chico 
Me chamam Criolo e o meu berço é o rap 
Mas não existe fronteira pra minha poesia, pai. 
Afasta de mim a biqueira, pai 
Afasta de mim as biate, pai 
Afasta de mim a cocaine, pai 
Pois na quebrada escorre sangue.”

(Disponível em http://www.vagalume.com.br/criolo/ calice.html#ixzz3qOyuM3T6 Acesso em 25/10/2015)

Os versos acima foram compostos pelo rapper Criolo sobre os versos da canção “Cálice”, composta por Chico Buarque e Gilberto Gil em 1973. A composição do rapper:
I. Foi acusada de plágio pelos autores da canção original; II. Foi assimilada por Chico Buarque no repertório de seu show; III. Foi assimilada por Gilberto Gil no repertório de seu show; IV. Denuncia de forma contundente a opressão social sofrida pelas minorias e o papel de intervenção da arte, o que torna a sua versão da canção uma atualização das posições defendidas pelos compositores de “Cálice” no período da ditadura militar; V. Não tem afinidade, no seu conteúdo, à composição original “Cálice” que aborda, exclusivamente, a questão da censura sofrida pelos artistas no período da ditadura militar.
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!