O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Questões de Concursos

Q533991 Geografia
TEXTO 3  

                                       O outro

     Ele me olhou como se estivesse descobrindo o mundo. Me olhou e reolhou em fração de segundo. Só vi isso porque estava olhando-o na mesma sintonia. A singularização do olhar. Tentei disfarçar virando o pescoço para a direita e para a esquerda, como se estivesse fazendo um exercício, e numa dessas viradas olhei rapidamente para ele no volante. Ele me olhava e volveu rapidamente os olhos, fingindo estar tirando um cisco da camisa. Era um ser de meia idade, os cabelos com alguns fios grisalhos, postura de gente séria, camisa branca, um cidadão comum que jamais flertaria com outra pessoa no trânsito. E assim, enquanto o semáforo estava no vermelho para nós, ficou esse jogo de olhares que não queriam se fixar, mas observar o outro espécime que nada tinha de diferente e ao mesmo tempo tinha tudo de diferente. Ele era o outro e isso era tudo. É como se, na igualdade de milhares de humanos, de repente, o ser se redescobrisse num outro espécime. Quando o semáforo ficou verde, nós nos olhamos e acionamos os motores. 

                                              (GONÇALVES, Aguinaldo. Das estampas. São Paulo: Nankin, 2013. p. 130.)

O Texto 3 faz a referência a um olhar, “como se estivesse descobrindo o mundo”. O conhecimento que ora temos a respeito da existência, dos reais limites, da localização e da forma dos continentes é recente na história da humanidade. Esse conhecimento foi consubstanciado em grande parte pelas grandes navegações e pelos descobrimentos do século XV. Assim, se as noções de orientação e localização cartográfica foram fundamentais para o descobrimento de todo o Planeta, esses descobrimentos determinaram ampla revisão e reformulação dessas noções. Sobre esse assunto, marque a alternativa correta:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!