O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
Última chance! Aproveite nossa Black Friday com 35% OFF. Eu quero!

Questões de Concursos

Ano: 2011 Banca: UDESC Órgão: UDESC Prova: UDESC - 2011 - UDESC - Vestibular - Prova 1 |
Q230500 História
Leia o trecho abaixo.
“De um lado do rio índios completamente abrasileirados, com motocicletas, shorts Adidas e sandálias Havaianas. Do outro, indígenas que ainda falam as suas línguas originais e não chamam ninguém de 'cara'. Os dois grupos estão muito próximos: os rios Tacatu e o seu afluente Irengue são atravessáveis a pé, especialmente nas épocas mais secas do ano, e fazem a divisa entre o Brasil e a Guiana. Entender como uma mera fronteira conseguiu criar contrastes tão extremos entre etnias (como os macuxi) é um dos objetivos de pesquisadores da Universidade de Stanford [...]. Quando ficam doentes, os índios da Guiana costumam vir ao Brasil para se tratar. 'Quando eles descobrem que os índios de Roraima falam português, ficam chocados', diz Fragoso. [...] A diferença existe porque a história dos dois países é completamente diferente. Enquanto no Brasil prevaleceu o 'ocupar para não entregar', lema que pautou a política dos militares para a Amazônia, na Guiana isso nunca foi prioridade. Cerca de 90% dos 700 mil habitantes do país vivem no litoral, longe desses índios da fronteira." Antropólogo tenta entender como índio fica “abrasileirado". Visão estratégica sobre a Amazônia dividiu tribo ao meio no Brasil e na Guiana. Folha de São Paulo. Sábado, 12 de março de 2011, C9. As questões suscitadas na notícia acima, relacionadas a aspectos da história recente do Brasil, ajudam a explicar as contrastantes diferenças entre os macuxi do Brasil e os da Guiana. Com base nisso, assinale a afirmativa correta.
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!