O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
Semana do cliente: assine o Plano Anual Premium com 20% de desconto! Quero aproveitar!

Questões de Concursos

Ano: 2018 Banca: FAPEC Órgão: UFMS Prova: FAPEC - 2018 - UFMS - Vestibular |
Q939249 Matemática

A Escala Richter é utilizada para medir a magnitude dos terremotos, permitindo-nos ter uma noção exata sobre o potencial dos abalos sísmicos que ocorrem na litosfera.

A Escala Richter é um sistema de medição elaborado por Charles Richter e Beno Gutenberg utilizado para quantificar a intensidade dos terremotos conforme a sua manifestação na superfície terrestre. Seu limite, teoricamente, não existe, mas é comum a convenção de que não haja terremotos que ultrapassem o grau 10.

De modo geral, podemos considerar que os abalos sísmicos acima de 6 podem ser considerados graves. Confira a seguir uma relação comparativa entre a intensidade dos terremotos e os seus efeitos:

A) Magnitude menor que 2: tremores captados apenas por sismógrafos.

B) Magnitude entre 2 e 4: impacto semelhante à passagem de um veículo grande e pesado.

C) Magnitude entre 4 e 6: quebra vidros, provoca rachaduras nas paredes e desloca móveis.

D) Magnitude entre 6 e 7: danos em edifícios e destruição de construções frágeis.

E) Magnitude entre 7 e 8: danos graves em edifícios e grandes rachaduras no solo.

F) Magnitude entre 8 e 9: destruição de pontes, viadutos e quase todas as construções.

G) Magnitude maior que 9: destruição total com ondulações visíveis.


A magnitude pode ser calculada pela seguinte equação:



em que E0 é constante e vale 7.10-3 kWh, e E é a energia liberada no terremoto em kWh.

Se um terremoto teve E = 1 000 kWh, de energia liberada, a magnitude do terremoto está no intervalo de:

Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!