O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
Última chance! Aproveite nossa Black Friday com 35% OFF. Eu quero!

Questões de Concursos

Q349578 Português
Oh retrato da morte, oh Noite amiga

Por cuja escuridão suspiro há tanto!

Calada testemunha do meu pranto,

De meus desgostos secretária antiga!

Pois manda Amor, que a ti somente os diga,

Dá- ­lhes pio agasalho no teu manto;

Ouve- ­os, como costumas, ouve, enquanto

Dorme a cruel, que a delirar me obriga:

E vós, oh cortesãos da escuridade,

Fantasmas vagos, mochos piadores,

Inimigos, como eu, da claridade!

Em bandos acudi aos meus clamores;

Quero a vossa medonha sociedade,

Quero fartar meu coração de horrores.

(Bocage. Sonetos, 1994.)


Nesse poema, predomina

Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!