O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
OFERTAS COM ATÉ 45%OFF

ÚLTIMA OPORTUNIDADE! Declare sua independência com os menores preços!

Questões de Vestibular UDESC 2019 para Vestibular - Biologia, Matemática, Língua Estrangeira e Língua Portuguesa

Foram encontradas 13 questões

Q1404658 Literatura

Analise as proposições em relação ao conto Os mortos não têm desejos (Roteiro de uma vida inútil), à obra O conto da mulher brasileira / Edla van Steen (Organizadora), e ao Texto.

I. Nos períodos “Heloísa termina de pendurar o último quadro” (linha 1) e “Não vou ser nunca o príncipe encantado” (linha 18) as expressões destacadas constituem locuções verbais e podem ser substituídas por pendura e serei, sequencialmente, sem que ocorra alteração de sentido no texto.

II. Devido à intercalação dos flashbacks, que mostram a vida da personagem-narradora Heloisa, na narração dela, há uma visível fragmentação na história, o que leva o leitor à divagação.

III. Embora a obra seja editada no período moderno, ela traz várias características da escola romântica, a exemplo, o patriarcalismo – alguns reflexos da ideologia dominante para mostrar os hábitos esperados pela sociedade e dirigidos às mulheres. E estas, na maioria dos contos, ainda que mostrem uma sensualidade reprimida, também continuam sendo objetos da idealização masculina.

IV. No sintagma verbal “De repente, larga a exposição em meio e pega o carro” (linha 7) a expressão destacada, quanto à morfologia, é locução adverbial, pode ser substituída pelo advérbio de modo – repentinamente, o qual pode ser deslocado para o final da oração, sem que ocorra prejuízo de sentido, no texto.

V. A Antologia é composta por 19 contos de autoras que fazem parte do panorama da literatura brasileira. As protagonistas são mulheres e, na maioria das narrativas, prepondera um tom intimista, dando preferência à primeira pessoa.


Assinale a alternativa correta.

Q1404659 Literatura

Analise as proposições em relação ao conto Os mortos não têm desejos (Roteiro de uma vida inútil), à obra O conto da mulher brasileira / Edla van Steen, ao Texto, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.

( ) No período “Quer saber por quê” (linha 11) o uso do por quê, separado e com acento, justifica-se por estar no final da oração, e se substituído por qual motivo ou por qual razão mantém a coerência e o sentido no texto.

( )As temáticas predominantes nos contos, que compõem a Antologia, são desencanto, desilusão, desesperança, existência vã, bem como a frustração existencial e a decepção amorosa, provocadas pela relação homem/mulher, que é, também, bastante comum na maioria das narrativas.

( ) Na estrutura “Não fui hoje, nem nunca mais” (linha 11) as palavras destacadas, quanto à classe gramatical, são advérbios, na sequência, de negação, de tempo, de dúvida e de afirmação. E, quanto à sintaxe, há duas orações, e os termos destacados constituem adjuntos adverbiais.

( ) A importância do tempo, nesta obra, é fator preponderante, pois apesar de serem contos, observa-se uma grande influência desse no enredo de alguns contos, possibilitando que alguns personagens se desloquem para outros contos, desvelando ao leitor a verdadeira personalidade.

( ) Por ser uma coletânea, ela mostra-se multifacetada. Outra vertente, marcada nesta antologia, diz respeito à abordagem de questões políticas, em especial, àquelas em que a presença feminina tinha papel de destaque, devido à popularidade e participação da mulher no campo político.


Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

Q1404660 Literatura

Com base na leitura de Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis, e no conto “Os mortos não têm desejos (Roteiro de uma vida inútil), in O conto da mulher brasileira, Edla van Steen (organizadora); analise as proposições, e coloque (1) para as que caracterizam a obra de Machado de Assis, (2) para o conto Os mortos não têm desejos (Roteiro de uma vida inútil) de Edla van Steen e (3) para as que forem comuns à obra e ao conto.


( ) A narrativa é relatada em primeira pessoa, ou seja, há um narrador que também é protagonista da história, pois está contando a própria história como cadáver. Assim os fatos e as personagens são apresentados a partir de uma visão pessoal e subjetiva.

( ) A narrativa é sempre interrompida por histórias paralelas, anotações metalinguísticas, intertextualidades, em especial análises filosóficas dos sujeitos e da sociedade à época, o que, de certa forma, fragmenta o enredo e pode confundir o leitor.

( ) Os personagens da narrativa são basicamente representantes da elite brasileira do século XIX. Porém, há também personagens com menor expressão social, pertencentes à escravidão ou que não pertencem à elite, mas que têm papéis relevantes nas relações sociais entre as classes.

( ) A narrativa está pontuada por características do discurso pós-moderno, como a utilização de técnicas cinematográficas, o flashback, os cortes, a sucessão de sequências das ações, como se fossem quadros.

( ) A leitura da narrativa leva o leitor a inferir a valorização do monólogo interior, do fluxo de consciência do personagem-narrador.


Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

Q1404661 Literatura

Analise as proposições em relação à obra O Cemitério dos vivos, Lima Barreto, ao Texto 2, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.


( ) Nos períodos “Certo dia em que me pus a pensar nisso, veio-me a reflexão” (linha 1) o pronome me, quanto à colocação pronominal, sequencialmente, está proclítico, devido à presença da partícula que, pronome relativo que é atrativo; e enclítico o que se justifica pela manifestação da ordem natural – verbo/objeto, além de não haver justificativa para o uso da próclise ou da mesóclise.

( ) Da leitura da obra, deduz-se que há dois momentos marcantes na narrativa, o primeiro tragédia familiar, demência, doenças, morte; seguido de tragédia pessoal, alcoolismo o que leva o personagem narrador à vivência em hospital psiquiátrico, razão pela qual sua produção literária é classificada pessimista pelos críticos literários.

( ) Nas estruturas “a pensar” (linha 1), “a escrever” (linha 2) e “a dirigir-me” (linha 3) a partícula destacada, quanto à morfologia, é preposição; isto ocorre por estarem os verbos no infinitivo, e, quanto à transitividade, serem transitivo direto.

( ) As orações destacadas em “veio-me a reflexão de que não era mau” (linha 1) e “de modo a dirigir-me à massa comum dos leitores, quando tentasse a grande obra” (linhas 3 e 4), em relação à sintaxe, são classificadas, na sequência, oração subordinada substantiva completiva nominal e oração subordinada adverbial temporal.

( ) Na estrutura “que me pus a pensar nisso, veio-me a reflexão” (linha 1), os pronomes destacados são classificados, morfossintaticamente, pronome pessoal oblíquo/sujeito, e pronome pessoal oblíquo com valor de pronome demonstrativo, logo exercendo a função sintática de adjunto adnominal, na sequência.


Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

Q1404662 Literatura

Analise as proposições em relação à obra O cemitério dos vivos, Lima Barreto, e ao Texto .


I. A leitura da estrutura “Seriam como que exercícios para bem escrever, com fluidez, claro, simples, atraente” (linhas 2 e 3) leva o leitor a inferir que o autor refere-se às características do bom uso da linguagem, logo diz-se que há referência à função metalinguística.

II. Da Leitura do fragmento “de modo a dirigir-me à massa comum dos leitores” (linhas 3 e 4), infere-se que o autor, personagem-narrador, está se referindo à camada popular de leitores, ou seja, àquela sem formação acadêmica, não habituada à leitura.

III. Na leitura do final do parágrafo é possível estabelecer, também, uma característica bastante comum ao escritor Machado de Assis – a ironia; pois se infere, a ironia de Mascarenhas, à crítica aos autores com títulos acadêmicos, bagagem europeia, porém medíocres quanto à produção literária.

IV. A palavra “este” (linha 7) é anafórico da expressão “Todo o homem” (linha 6), enquanto “daquele” (linha 7) é catafórico de “me” (linha 7), assim tanto este quanto daquele são elementos que estabelecem coesão na estrutura textual.

V. A leitura da obra leva o leitor à dedução de que os fatos e os detalhes narrados, por Mascarenhas, evidenciam uma questão de acomodação, a partir do casamento dele com Efigênia. Além das muitas dificuldades e dívidas, permeia na obra, também, por parte de Mascarenhas, a não valorização da esposa, enquanto viva.


Assinale a alternativa correta

Respostas
1: A
2: B
3: C
4: C
5: D