O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

DÊ UM UPGRADE NA SUA PREPARAÇÃO - Torne-se assinante e transforme seus estudos!

Questões de Concurso Para inaz do pará

Foram encontradas 3.378 questões

Q1693797 Engenharia de Telecomunicações
Nas organizações, as centrais telefônicas são os equipamentos responsáveis pela conexão entre os diversos assinantes. Que item melhor contempla as funções das centrais telefônicas?
Alternativas
Q1693785 Português
Solidão Coletiva – uma crônica sobre o vazio de uma cidade grande

     Se pararmos para pensar, a solidão nos persegue. Sempre estamos tão juntos e, ao mesmo tempo, tão sozinhos.
     O simples fato de estarmos rodeados por dezenas, centenas ou milhares de pessoas, não nos garante que pertençamos ao grupo.
     A cidade é um dos maiores exemplos. Trem, metrô, ônibus em horário de pico. Homens ou mulheres. Jovens ou velhos. Gordos ou magros. Trabalho ou estudo. Cada um do seu jeito, indo cuidar da sua própria vida. Não há conversa ou um sorriso amigável. Rostos sérios e cansados sem ao menos se preocupar em lhe desejar um bom dia. Parece que ninguém está tendo um bom dia. 
     Na rua, todos têm pressa. Mochila à frente do corpo, senão você é roubado. Olhar no chão para manter o ritmo do passo, ou logo à frente, como quem quer chegar logo sem ser importunado.
     Um braço estendido me tira do devaneio. É alguém sentado no chão, com um cobertor fino, pedindo algumas moedas. Como boa integrante de uma multidão fria e apressada, ignoro e continuo meu caminho. Essa é uma visão tão rotineira que se torna banal e, assim como eu, ninguém ali observou aquele cidadão com olhos sinceros. Não me julgue, eu sei que você faz o mesmo. O calor humano não parece suficiente para aquecer corações.
     É um mar de gente. Mas não me sinto como mais uma onda, que compõe a beleza do oceano. Sinto-me em um pequeno barco à vela, perdida em alto mar. Parada no meio da multidão, sinto sua tensão constante, como se a qualquer momento fosse chegar um tsunami. Sinto-me naufragando. 
     Você já pegou a estrada à noite? É ali que percebemos que a cidade nunca dorme por completo. Carros a perder de vista em qualquer horário, com luzes que compõem uma beleza única. Porém, esquecemos que em cada carro não existe somente uma pessoa ou outra, mas sim histórias.
     Para onde cada um está indo é um mistério. Neste momento, percebo que, assim como eu enxergava alguns minutos atrás, ninguém ali me vê como ser humano. Veem-me como mais um carro, mais uma máquina que atrapalha o trânsito de um local tão movimentado. Só eu sei meu próprio caminho e para onde vou. Estou sozinha entre centenas de pessoas.
     Mesmo assim, muitas dizem preferir a cidade ao campo. Morar no interior não é uma opção para a maior parte das multidões – elas dizem que lá não há nada de interessante acontecendo e o silêncio da natureza as faz sentir muito distantes do mundo.

Por Beatriz Gimenez
Disponível em: https://falauniversidades.com.br/cronica-solidao-cidade-grande/ 
O termo destacado em “É ali que percebemos que a cidade nunca dorme por completo” é, sintaticamente, um:
Alternativas
Q1687702 História

Imagem associada para resolução da questão


O documento evidenciado está publicado no site do Partido Comunista Brasileiro, instituição política que já passou por momentos bastante turbulentos de nossa história. A expressão destacada pela seta demonstra uma forte referência a um momento marcante da famosa Revolução Russa (1917). Podemos perceber na propaganda do partido um apelo para a (o):

Alternativas
Q1687701 História
“Qualquer que tenha sido a razão do avanço britânico, ele não se deveu à superioridade tecnológica e científica. Nas ciências naturais os franceses estavam seguramente à frente dos ingleses, vantagem que a Revolução Francesa veio acentuar de forma marcante, pelo menos na matemática e na física, pois ela incentivou as ciências na França enquanto que a reação suspeitava delas na Inglaterra. Até mesmo nas ciências sociais os britânicos ainda estavam muito longe daquela superioridade que fez - e em grande parte ainda faz - da economia um assunto eminentemente anglo-saxão; mas a revolução industrial colocou-os em um inquestionável primeiro lugar.”
(HOBSBAWM, Eric. Era das Revoluções (1789 – 1848) São Paulo, Companhia das Letras,)
O grande destaque dos britânicos no processo conhecido classicamente como Revolução Industrial é inegável, como afirma o consagrado Eric Hobsbawm, e ocorreu devido: 
Alternativas
Q1687700 História
Durante o chamado Período Regencial (1831 – 1845), ocorreram várias revoltas no território brasileiro. Um emaranhado de motivações colaborou para que os mais diversos grupos sociais demonstrassem suas insatisfações com o Governo Central. Sul, Norte e Nordeste vivenciaram essas agitações, sendo a Cabanagem uma das mais famosas. O renomado historiador José Maia Bezerra Neto expressa a seguinte ideia: “Lembrem-se que havia dentro da Cabanagem muitas “Cabanagens”. Tal afirmação evidencia a noção de que:
Alternativas
Respostas
16: A
17: B
18: C
19: B
20: C