Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se ASSINAR

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    1 questão encontrada
    Ano: 2014
    Banca: FCC
    Órgão: TRT - 19ª Região (AL)
    Atenção: Para responder às questões de números 13 e 14, considere o poema abaixo.

    Errância

    Só porque
    erro
    encontro
    o que não se
    procura

    só porque
    erro
    invento
    o labirinto

    a busca
    a coisa
    a causa da
    procura

    só porque
    erro
    acerto: me
    construo

    Margem de
    erro: margem
    de liberdade.

    (FONTELA, Orides, Poesia Reunida, São Paulo, CosacNaify, 2006, p. 202)

    Considere as afirmações abaixo.

    I. A terceira estrofe do poema (A busca / a coisa / a causa da / procura) pode ser entendida como uma explicação do que seja o labirinto.

    II. Nas duas últimas estrofes, os dois-pontos introduzem não apenas uma explicação, mas também uma consequência do que é dito anteriormente.

    III. Em prosa, mantendo-se a correção e o sentido, as duas primeiras estrofes podem ser reescritas do seguinte modo: “Só porque erro, encontro, o que não se procura só, porque erro invento, o labirinto”.

    Está correto o que se afirma APENAS em

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.