Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    1 questão encontrada
    01
    Q399656
    Ano: 2013
    Banca: CEPERJ
    Órgão: SEDUC-RJ
             Uma física brasileira elucidou, em 1993, a estrutura da perovskita, mineral mais abundante na camada mais ampla do interior do planeta, com uma espessura de 2.200 km, bem menos conhecida que as camadas mais externas. Agora novos estudos indicaram que a camada posterior à perovskita tende a se dissociar em óxidos elementares, como, por exemplo, o óxido de magnésio, à medida que a pressão e a temperatura aumentam, como no interior dos planetas gigantes Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

                     (Adaptado de: Revista Pesquisa FAPESP n. 198. Disponível em: http://agencia. fapesp.br/16030. Acesso em janeiro de 2013.)

    O óxido citado no texto pode ser classificado como:

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.