Ministério da Economia divulga comissão especial de novo processo seletivo

Foi publicado no Diário Oficial da União nesta terça-feira, 15 de setembro, o nome dos membros da comissão especial responsável por organizar o novo processo seletivo simplificado do Ministério da Economia. A seleção irá oferecer 39 vagas de nível superior, para contratação temporária.

Os profissionais contratados irão desenvolver atividades técnicas especializadas no âmbito da Comissão Especial dos Extintos Territórios Federais de Rondônia, Amapá e Roraima - CEEXT do Ministério da Economia.

Confira o documento completo

O nome dos membros da Comissão Especial são:

I - Representante da Comissão Especial dos Ex-Territórios Federais de Rondônia, do Amapá e de Roraima da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia:

a) Leonardo Aguiar Sousa - Presidente Substituto da Comissão Especial - titular; e

b) Fabiula Costa Oliveira - Membro da Comissão Especial - suplente;

II - Representante da Coordenação-Geral de Desenvolvimento e Movimentação de Pessoal da Diretoria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Gestão Corporativa da Secretaria Executiva do Ministério da Economia (CGDEP/DGP/SGC):

a) Rodrigo de Oliveira Alves - Coordenador-Geral de Desenvolvimento e Movimentação de Pessoal - titular; e

b) Daniel Pires de Castro - Coordenador de Provimento e Dimensionamento de Pessoas - suplente; e

III - Representante da Coordenação-Geral de Legislação de Pessoal da Diretoria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Gestão Corporativa da Secretaria Executiva do Ministério da Economia (CGLEJ/DGP/SGC):

a) Iris Francisca Alves de Sousa - Chefe da Divisão de Normas, Direitos e Deveres de Pessoal - titular; e

b) Débora Ribeiro Martins - Agente Administrativo - suplente.

Segundo o documento a Comissão Especial será presidida e coordenada pelo representante da CGDEP/DGP/SGC.

A Comissão Especial tem o prazo de até 90 dias, prorrogáveis por iguais períodos, para realizar suas atividades


Principais informações do processo seletivo


De acordo com a publicação que autorizou a realização do concurso, divulgada em agosto no DOU, o edital de abertura das inscrições do processo seletivo deve ser publicado em até seis meses. Assim, os contratos terão prazo de duração de até 1º de dezembro de 2022.

O número de vagas autorizado estava prevista na Lei Orçamentária Anual, compatível com o Plano Plurianual e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Vagas

A seleção irá ofertar ao todo 39 vagas, sendo 37 para o cargo de Direito e 2 para o cargo de Arquivologia.

Os profissionais aprovados no cargo de Direito irão realizar atividades Técnicas de Complexidade Intelectual.

Outros processos seletivos Ministério da Economia

O Ministério da Economia está com outro processo seletivo em andamento com a oferta de 350 vagas temporárias para profissionais da área de Tecnologia da Informação.

Esses servidores irão atuar em projetos de Transformação Digital de Serviços Públicos, com tempo de duração dos contratos de no máximo quatro anos.  

A banca responsável por organizar o concurso é o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos - Cebraspe/Cespe.

Comece a estudar resolvendo questões da banca Cebraspe

Principais informações sobre o PSS Ministério da Economia:

  • Cargo: Tecnologia da Informação, 7 especialidades
  • Vagas: 350
  • Escolaridade: nível superior
  • Remuneração: R$ 8.300,00
  • Banca: Cebraspe/Cespe
  • Inscrições: Encerradas
  • Taxa de inscrição: R$ 60,00
  • Prova: 11 de outubro de 2020
  • Edital

Último concurso Ministério da Economia

O último concurso Ministério da Economia (ME) ocorreu em 2015 e teve o Cebraspe como banca responsável por organizar o certame.

A seleção ofertou 556 vagas de nível superior, sendo 534 propriamente para o órgão e o restante para a Escola Nacional de Administração Pública. Confira os cargos do ME abaixo:

  • Tecnologia da Informação (300)
  • Técnico Administrativo (83)
  • Engenheiro (54)
  • Geógrafo (17)
  • Geólogo (16)
  • Arquiteto (16)
  • Contador (14)
  • Arquivista (9)
  • Médico (4)
  • Economista (7)
  • Assistente Social (7)
  • Administrador (6)
  • Técnico em Assuntos Educacionais (1)

As remunerações iniciais variavam de R$ 3.998,42 a R$ 5.969,31.

Etapas do concurso

A seleção avaliou os candidatos por meio de provas objetivas e discursivas, de caráter eliminatório e classificatório. Além disso, o cargo de Analista em Tecnologia também contava com uma avaliação de títulos, de caráter classificatório.

A prova objetiva foi composta de 120 questões no formato Certou ou Errado, distribuídas da seguinte forma:

As provas tiveram duração de 4 horas e 30 minutos.


Quer ficar por dentro das principais notícias que rolam no mundo dos concursos? Acompanhe o nosso canal no Telegram e fique por dentro de tudo!

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.