O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

DÊ UM UPGRADE NA SUA PREPARAÇÃO - Torne-se assinante e transforme seus estudos!

Enem 2020 está garantido, afirma o governo

Em uma publicação feita nas redes sociais na quinta-feira, 26 de março de 2020, o Ministério da Educação confirmou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, previsto para outubro, não sofrerá alterações no cronograma. A informação publicada teve o objetivo de "tranquilizar os estudantes",  após rumores de um possível adiamento por conta da pandemia do novo coronavírus no país.

"O coronavírus é uma doença séria, mas vamos enfrentá-la com serenidade e técnica e garantir o exame deste ano", informa a publicação.

Apesar de garantir a aplicação do exame, o Ministério da Educação não confirma se o cronograma será afetado e as provas adiadas. A possibilidade do adiamento das provas do Enem 2020 surgiu devido ao fechamento de escolas, uma das medidas adotadas em diversos estados do país para conter a disseminação do COVID-19.

De acordo com uma reportagem do Jornal O Globo, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estaria avaliando adiar a prova em pelo menos 15 dias devido à crise na saúde. O exame está previsto para acontecer nos dias 11 e 18 de outubro no formato digital e nos dias 1º e 8 de outubro no método tradicional.

Edital quase pronto

O edital do Exame Nacional do Ensino Médio deste ano será publicado até o fim de março, segundo o Inep. No entanto, a paralisação dos trabalhos no período do isolamento social pode afetar o cronograma.

Enem digital

Em julho de 2019, o governo informou que o exame será 100% digital até 2026. A aplicação do modelo será progressiva, começando com um piloto em 2020, de forma opcional, até tornar-se 100% digital em 2026.

De acordo com o Inep, a mudança para o digital beneficiará o meio ambiente. Em 2019, mais de 10,2 milhões de provas serão impressas, com custos que superam R$ 500 milhões para os 5.095.308 candidatos inscritos.

Com isso, o Enem terá três aplicações em 2020: digital, regular e reaplicação em papel, voltada para candidatos prejudicados por algum problema logístico ou de infraestrutura durante a prova digital.

A previsão do Inep é realizar duas aplicações digitais em 2021 e quatro aplicações de 2022 a 2025. De acordo com o instituto, será uma forma de aprimoramento do modelo digital. Os testes serão realizados em datas distintas, com agendamento prévio, sendo opcional para os candidatos.

Exame 2026

Já no Enem de 2026, a versão em papel será totalmente substituída para o formato digital. Segundo o Inep, serão feitas diversas aplicações regulares durante o ano, por agendamento, em todo o país.

“O modelo permitirá avaliar o aluno por meio de vídeos e infográficos, além de jogos interativos”, informa a instituição.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.