O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concursos 2019: editais previstos para os próximos 3 meses

Para quem está receoso quanto à realização de concursos públicos em 2019, fique tranquilo pois há diversas oportunidades abertas para os próximos três meses em todo o país. São mais de 20 editais já publicados, como Ministério Público de São Paulo (MPSP), ISS Campinas e diversas prefeituras.

Fernando Machado, fundador e CEO do Qconcursos, ao lado de Mário Machado, co-fundador do Direção Concursos
Fernando Machado, fundador e CEO do Qconcursos, ao lado de Mário Machado, co-fundador do Direção Concursos

Esse foi o tema da segunda live que o Qconcursos promoveu em parceria com o Direção Concursos, na segunda-feira, dia 1º de julho.

Apesar das declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmando que não haverá concursos públicos nos próximos anos, muitos órgãos continuarão com processos seletivos, como os poderes legislativo e judiciário.

“De fato, os concursos da esfera federal estão bem restritos. Mesmo assim, há seleções acontecendo, só que em menor escala”, diz Arthur Lima, um dos fundadores do Direção Concursos.

Editais previstos

Há previsão de que cerca de 20 editais sejam divulgados nos próximos meses. Um deles, o edital do concurso do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) foi divulgado no dia 3 de julho, quarta-feira.

Confira as oportunidades:

Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM)

O edital do concurso do TJAM foi divulgado na quarta-feira, dia 3 de julho.

Banca: Cespe/Cebraspe

Vagas: 160 + CR

Cargos: Assistente Judiciário e Analista Judiciário

Escolaridade: nível médio e nível superior

Remuneração inicial: R$ 5.808,84 (Assistente) e R$ 11.314,19 (Analista)

Taxa de inscrição: R$ 90 (nível médio) e R$ 150 (nível superior)

Período de inscrição: de 23 de julho a 21 de agosto

Data das provas: 13 de outubro

Link para o edital: edital TJAM 2019 (a partir da p.16)

Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE)

O concurso do TJ Ceará já tem banca escolhida. Com isso, o edital pode sair a qualquer momento.

Banca: FGV

Cargos: Técnico Administrativo, Técnico Judiciário

Vagas: 143

Escolaridade: nível médio

Remuneração: R$ 5.342,27 (inicial)

Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG)

O edital do TJMG pode sair ainda nos próximos meses, provavelmente mais para o fim do trimestre. A demora se deve a um projeto de lei que unifica as carreiras da 1ª e 2ª instâncias do tribunal. Com isso, o edital deve sair após a aprovação do projeto.

Bancas: AOCP e IBFC

Vagas: a definir

Escolaridade: nível médio e nível superior

Remuneração: R$ 3.000 ou mais

Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA)

O TJMA já publicou o regulamento do concurso e definiu a FCC como banca organizadora. O concurso está sendo organizado principalmente para preencher vagas de Oficial de Justiça. Ainda não se sabe se o cargo necessitará de nível médio ou superior.

Há ainda a previsão de abertura de vagas para outros cargos, como Analista.

Tribunal de Justiça do Pará (TJPA)

A comissão já foi formada para a realização do concurso do TJPA. A banca ainda não foi escolhida, mas possivelmente será a Cebraspe.

São mais de 600 cargos vagos, e a remuneração é de R$ 5.400 para Auxiliar e R$ 7.300 para Analista.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJRS)

Apesar de ter menoschances de ter alguma movimentação nos próximos meses, o concurso do TJRS já foi autorizado e tem comissão formada.

Cargos: Oficial de Justiça da 1ª e 2ª instâncias

Vagas: previsão de 300 vagas para Oficial de Justiça da 1ª instância

Escolaridade: nível médio

Remuneração: de R$ 7.800 a R$ 8.900

Ministério Público do Pará (MPPA)

O concurso do MPPA já tem banca definida, e o edital pode sair a qualquer momento.

Banca: CETAP

Escolaridade: nível médio

Cargo: Auxiliar de Administração

Remuneração: R$ 2.400 + benefícios

Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPEAM)

O concurso do DPE Amazonas já tem comissão formada e regulamento publicado. As vagas são destinadas a preencher os cargos de Analista da Defensoria (nível superior) e Assistente (nível médio).

Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3)

O concurso do TRF3, que abrange São Paulo e Mato Grosso do Sul, é um dos mais esperados, porém ainda está em estudo.

O último certame aconteceu em 2013, e hoje o Tribunal acumula mais de 500 cargos vagos. Na época, mais de mil pessoas foram nomeadas pelo TRF da 3ª Região, que tem autorização para nomear 69 em 2019.

Os salários no TRF3 variam entre R$ 9.000 e R$ 13.000.

Secretaria do Estado de Fazenda do Distrito Federal (Sefaz/DF)

O edital do Sefaz/DF também pode sair a qualquer momento. O projeto básico já foi divulgado, de modo que não é necessário ao concurseiro aguardar a publicação do edital para saber quais disciplinas serão cobradas.

Banca: Cebraspe/Cespe

Vagas: 40 + 80 em cadastro de reserva

Remuneração: até R$ 20.000

Escolaridade: nível superior em qualquer área

Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF)

Banca: Cebraspe/Cespe

Remuneração prevista: R$ 19 mil, podendo cair para R$ 16.500

Escolaridade: nível superior em qualquer área

Vagas previstas: 10 para Auditor/Analista

Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF)

O PCDF é o principal concurso da área policial de 2019, disputando com o da Polícia Civil do Rio de Janeiro. A banca ainda não foi definida. O último concurso foi organizado pela Cespe.

Vagas: 300 autorizadas para Escrivão e 1.800 para Agente

Escolaridade: nível superior

Remuneração: R$ 9.000

Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ)

O concurso já foi autorizado; e a comissão, formada.

As vagas são divididas em:

  • Delegado (100)
  • Perito Legista (100)
  • Inspetor (500)
  • Investigador (100)
  • Perito Criminal (60)
  • Técnico de Necropsia (80)
  • Auxiliar de Necropsia (60)

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL)

O concurso da Sefaz/AL já está autorizado. O último certame aconteceu em 2002.

Banca: Cebraspe/Cespe

Vagas: 85

  • Auditor Fiscal (60)
  • Auditor de Controle (25)

Escolaridade: superior em qualquer área

Prefeitura de Porto Alegre

O edital do concurso da Prefeitura de Porto Alegre pode sair a qualquer momento.

Banca: Fundatec

Cargos: Auditor de Controle Interno e Auditor-Fiscal

Vagas: 35

  • Auditor de Controle Interno (27)
  • Auditor-Fiscal (8)

Remuneração prevista: até R$ 30.000 (de acordo com o Portal da Transparência)

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE/RJ)

O concurso do TCE/RJ está autorizado, com comissão formada e regulamento publicado. A previsão é de que a maioria das vagas seja para o cargo de Analista de Controle Externo.

Banca: a definir

Vagas: 40

Remuneração: de R$ 9.000 a R$ 13.000

Escolaridade: superior em qualquer área

Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP)

O concurso do TCMSP foi autorizado e a comissão para os cargos de Agente de Fiscalização (nível superior) e Auxiliar Técnico (nível médio) foi formada.

A remuneração inicial para nível superior é de R$ 18 mil, e para nível médio, R$ 10 mil.

O último concurso para Agente foi em 2015, organizado pela FGV, e o certame de Auxiliar aconteceu em 2006, realizado pela CETRO.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

O concurso IBGE foi autorizado pelo Governo Federal. São 234 mil vagas autorizadas para preencher cargos temporários destinados ao Censo 2020.

O edital do cargo de Analista Censitário deve sair em breve. A remuneração inicial é de R$ 5.000. A banca já foi contratada: AOCP.

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Com 3 milhões de processos parados, o INSS teve o concurso recomendado e há possibilidade de sair nos próximos três meses.

O salário para Técnico (nível médio) é de R$ 5.000.

Comece a estudar

O tema abordado na live também gerou discussão sobre a preparação para uma prova após a divulgação do edital. De acordo com o fundador e CEO do Qconcursos, Fernando Machado, o concurseiro experiente tem vantagem em relação ao iniciante.

“A pessoa que está se preparando há mais tempo para concursos já consegue analisar o edital e saber a melhor maneira de estudar, diferentemente de quem decide ingressar no mundo dos concursos a partir do edital aberto”, diz Fernando.

Fernando alerta para o fato de que o aluno tem mais chances se começar a estudar, por exemplo, assim que o concurso é autorizado: “É preciso elaborar um planejamento e montar um ciclo de estudos para otimizar o tempo disponível”.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.