O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concurso TRF 4ª região tem banca definida


TRF-4 - Imagem divulgação 
TRF-4 - Imagem divulgação 

A Fundação Carlos Chagas (FCC) foi definida como banca organizadora do concurso público do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que abrange os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O contrato foi assinado e divulgado no site oficial do órgão na última quinta-feira, dia 23 de maio.

A expectativa é de que o edital, que está sob responsabilidade da Comissão do Concurso do TRF4, seja divulgado nas próximas semanas, no Diário Oficial da União (DOU) e no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região, com todas as informações relativas ao concurso, como cargos oferecidos, datas e cronogramas, assim como valor da taxa de inscrição.

Previsão de cargos e remuneração

Há chances de que as vagas sejam para técnicos e analistas, tanto para nível médio quanto para nível superior.  

Os servidores dispõem de vale-alimentação no valor de R$ 910,08 – com isso, a remuneração inicial é de R$ 8.501,45, para técnico, e de R$ 13.345,38 para analista.  

O regime de contratação para o concurso TRF é o estatutário, o que garante estabilidade empregatícia ao servidor.

Funcionários em falta

O Tribunal Regional Federal da 4ª região conta com 225 cargos vagos. Veja abaixo a relação:

Tribunal Regional Federal da 4ª Região

Técnico: 40 cargos vagos

Analista: 8 cargos vagos

Seção Judiciária do Rio Grande do Sul – RS

Técnico: 42 cargos vagos

Analista: 43 cargos vagos

Seção Judiciária de Santa Catarina – SC

Técnico: 26 cargos vagos

Analista: 11 cargos vagos

Seção Judiciária do Paraná – PR

Técnico: 26 cargos vagos

Analista: 29 cargos vagos

Concurso anterior

Concurso TRF - 4ª REGIÃO - 2014 - Analista e Técnico

O último concurso, que ocorreu em julho de 2014, teve validade expirada em 14 de novembro de 2018. Ele foi realizado para preenchimento de vagas de cadastro reserva, em cargos de técnico e analista judiciário.

Para as vagas de técnico judiciário, foi exigido nível médio; a remuneração inicial foi de R$ 8.475,36. Já para as vagas de analista judiciário a exigência era de nível superior, e a remuneração inicial foi de R$ 13.339,30.

A banca organizadora foi também a Fundação Carlos Chagas. O número de candidatos inscritos, somando os três estados, foi de 78.145. Confira abaixo a lista de locais onde a prova foi aplicada:

Rio Grande do Sul: Canoas, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana.

Santa Catarina: Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Lages.

Paraná: Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina e Umuarama.

Provas

Para todos os cargos, a prova era composta por 60 questões, sendo: 30 de conhecimentos gerais (peso um) e 30 de conhecimentos específicos (peso dois). Os candidatos precisaram, também, redigir uma redação. A prova teve 4 horas e 30 minutos de duração.

A taxa de inscrição foi de R$ 88,00 para o cargo de analista, e de R$ 78 para o cargo de técnico.

O edital está cada vez mais próximo de ser publicado. Não perca tempo, inicie seus estudos!

Guia de Estudos

Resolva mais de 2.000 questões da instituição!

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.