O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Torne-se assinante e aumente ainda mais sua chances de ser aprovado!

Conheça nossos planos

Concurso PC SP: comissão é formada

As comissões do concurso PC SP para Delegado, Investigador, Escrivão e Médico Legista foram formadas. Os nomes dos integrantes dos grupos foram divulgados no Diário Oficial do Estado de São Paulo de terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

São previstas 2.939 vagas no concurso da Polícia Civil do Estado de São Paulo distribuídas entre os cargos que exigem ensino superior completo. A remuneração varia de R$ 3,9 mil a R$ 10 mil.


Principais informações sobre o concurso PC SP:

  • Situação: COMISSÃO FORMADA
  • Vagas: 2.939
  • Cargos: Delegado, Investigador, Escrivão e Médico Legista
  • Escolaridade: nível superior
  • Remuneração: até R$ 10 mil
  • Banca: a definir

Grupos de trabalho

De acordo com a publicação, serão quatro comissões formadas por 36 servidores.

Professores da comissão para a carreira de Delegado de Polícia

  • Elisabete Ferreira Sato (presidente)
  • José Aparecido Sanches Severo (vice-presidente)
  • Eduardo Augusto Paglione
  • Fabiano Genofre
  • Márcia Heloísa Mendonça Ruiz
  • Fernanda Herbella Maia
  • Ronaldo Augusto Comar Marão Sayeg (membros)
  • Antonio Carlos Cândido de Araújo
  • Maurício Correali (suplentes)

Professores da comissão para a carreira de Investigador de Polícia

  • Rui Baracat Guimarães Pereira (presidente)
  • Luís Fernando Camargo da Cunha Lima (vice- -presidente)
  • Luiz Eduardo Pascuim
  • José Vicente de Azevedo Pires Barreto Fonseca
  • Wlamir José dos Santos Presotto
  • Joaquim Dias Alves
  • Ana Paula de Bem Bittencourt Ribeiro (membros)
  • Adriane Gonçalves
  • Ricardo Ambrosio Fazzani Bina (suplentes)

Professores da comissão para a carreira de Escrivão de Polícia

  • Walmir Geralde (presidente)
  • Waldir Antônio Covino Júnior (vice-presidente)
  • André Luís Luengo
  • Jorge Amaro Cury Neto
  • Benedito Ignácio Giudice
  • Aurora Vicentim Themer
  • Luiz Fernando Zambrana Ortiz (membros)
  • Renato Sansone Rodrigues
  • Márcio José Alves (suplentes)

Professores da comissão para a carreira de Médico Legista

  • Gilson Cézar Pereira da Silveira (presidente)
  • Ana Paula Batista Ramalho Soares (vice-presidente)
  • Ivan Dieb Miziara
  • Rita de Cássia Gava
  • Mariana da Silva Ferreira
  • Luciana Campos Nascimento
  • Bento da Cunha Júnior (membros)
  • Rodney Charles Müller Martins
  • Tiago Antonio Salvador (suplentes)
Pacotes completos Estude com PDFs, videoaulas e questões da PC SP

Vagas

As quase 3 mil vagas previstas para o concurso PC SP serão divididas entre os cargos de Delegado (250), Investigador (900), Escrivão (1.600) e Médico Legista (189).

Qual é o salário inicial na Polícia Civil de SP?

Para o cargo de Delegado, que exige nível superior em Direito, os ganhos iniciais superam os R$ 9.800. No fim da carreira, o ocupante do cargo faz jus a quase R$ 16 mil, fora benefícios.

O Investigador, que precisa ser graduado em qualquer área de formação, começa com um salário de R$ 3.743, fora benefícios. Vale lembrar que todos os cargos contam com um acréscimo de R$ 691,64 de adicional insalubridade.

Igual ao cargo de Investigador, a função de Escrivão também exige formação superior em qualquer área. O salário é exatamente o mesmo.

Válido apenas para candidatos formados em medicina, o cargo de Médico Legista começa com um pagamento de R$ 8.285 ao ocupante da 3ª classe, posto inicial do aprovado no certame.

Carreira na PC SP

Segundo a Lei Complementar N°1.151, de 25 de outubro de 2011, a estrutura de promoção na PC SP é dividida em quatro classes, sendo elas, de maneira hierárquica:

  • 3ª Classe;
  • 2ª Classe;
  • 1ª Classe;
  • Classe Especial.

Todos os aprovados passam por um período probatório de três anos de serviço em unidades da Polícia Judiciária ou da Polícia Técnico-Científica.

Para tentar progredir na carreira, o policial deve estar em exercício na Secretaria de Segurança Pública ou estar afastado, regularmente, para exercer cargo de interesse Policial. Também deve ter cumprido quatro anos de efetivo exercício na 3ª classe e quatro na 2ª e na 1ª classe.

A promoção para a classe especial é através de merecimento. Uma série de fatores são levados em conta para que o profissional seja agraciado, ou não. As promoções ocorrem semestralmente, em março e setembro de cada ano.

Pré-requisitos para ingresso na PC SP

Além dos pré-requisitos básicos, que envolvem obrigações com o serviço militar e nacionalidade, o candidato também precisa ter, pelo menos, 18 anos completos na data da posse.

Também é preciso ser habilitado para a condução de veículos automotores na categoria “B”, no mínimo. Para a função de delegado, ainda é necessária experiência, que você pode conferir no item IV do edital.

Último concurso PC SP

Delegado

O último processo seletivo para Delegado teve edital publicado em março de 2018, trazendo 250 vagas imediatas. A banca organizadora foi a Vunesp.

Edital (Delegado 2018)

Pré-requisitos para assumir o cargo:

  • Graduação em Direito, com diploma registrado;
  • Comprovação de atividade jurídica;
  • Outros descritos no edital.

Fases e estrutura do certame:

  • Prova objetiva;
  • Prova escrita;
  • Investigação social;
  • Prova oral;
  • Prova de títulos.

A prova discursiva foi composta por uma questão dissertativa e quatro discursivas. Também houve prova de títulos, cuja pontuação foi desta maneira

Investigador de Polícia

O edital de 2018, também organizado pela Vunesp, ofereceu 600 vagas imediatas, sendo 30 para candidatos com deficiência.

Edital (Investigador 2018)

Fases da seleção:

  • Prova objetiva;
  • Prova escrita;
  • Investigação social;
  • Prova oral;
  • Prova de títulos.

Também houve prova escrita de Noções de Direito e Noções de Criminologia. Além disso, tivemos avaliação oral, gravada em vídeo e áudio, que consistia na arguição em sessão pública.

Veja como foi a avaliação de títulos:

Escrivão

Também organizado pela Vunesp, o documento ofereceu 800 vagas imediatas, com 40 para candidatos com deficiência.

Edital (Escrivão 2018)

A divisão da prova foi da seguinte maneira:

  • Prova objetiva;
  • Prova escrita;
  • Investigação social;
  • Prova oral;
  • Prova de títulos.

Assim como para o cargo de Investigador, também houve prova escrita. As matérias cobradas foram Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Informática e Noções de Criminologia. A tabela de prova de títulos é a mesma em relação à seleção de Investigador.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.