Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se ASSINAR

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    2.085 questões encontradas
    Ano: 2018
    Banca: FGV
    Órgão: TJ-SC

    Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)


    Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

    Na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

    Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas.

    Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

    Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o filho era dela."

    "Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

    O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

    "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

    Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

    “Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito”.


    Esse primeiro parágrafo do texto 1 é formado por duas orações.

    A respeito da estrutura desse parágrafo, a afirmativa correta é:

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    Ano: 2018
    Banca: FGV
    Órgão: TJ-SC

    Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)


    Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

    Na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

    Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas.

    Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

    Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o filho era dela."

    "Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

    O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

    "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

    Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

    Apesar de narrativo, o texto 1 tem seu primeiro parágrafo no formato descritivo.


    Nessa descrição, o autor procura:

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    Ano: 2018
    Banca: FGV
    Órgão: TJ-SC

    Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)


    Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

    Na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

    Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas.

    Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

    Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o filho era dela."

    "Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

    O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

    "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

    Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

    “Na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa”.


    A forma de reescrever esse segmento do texto 1 que altera o seu significado original é:

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    Ano: 2018
    Banca: FGV
    Órgão: TJ-SC

    Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)


    Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

    Na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

    Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas.

    Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

    Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o filho era dela."

    "Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

    O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

    "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

    Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

    “Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas”.


    A causa da zombaria se explica pelo fato de:

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    Ano: 2018
    Banca: FGV
    Órgão: TJ-SC

    Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)


    Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

    Na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

    Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas.

    Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

    Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o filho era dela."

    "Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

    O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

    "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

    Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

    “Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas”.


    Nesse segmento do texto 1 há um erro gramatical, que é:

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.