Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    84.468 questões encontradas
    01
    Q861600
    Ano: 2017
    Banca: FCC
    Órgão: TCE-SP

    Leia trecho da canção de Gilberto Gil, Andar com Fé, para responder à questão.


                               Andá com fé eu vou

                               Que a fé não costuma faiá

                               Certo ou errado até

                               A fé vai onde quer que eu vá

                               Ô-ô

                               A pé ou de avião

                               Mesmo a quem não tem fé

                               A fé costuma acompanhar

                               Ô-ô

                                Pelo sim, pelo não

                                    (http://www.gilbertogil.com.br/sec_musica_2017.php)

    Assinale a alternativa cuja frase, redigida com base nos versos “Mesmo a quem não tem fé / A fé costuma acompanhar”, está em conformidade com a norma-padrão.

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    02
    Q861601
    Ano: 2017
    Banca: FCC
    Órgão: TCE-SP

    Leia trecho da canção de Gilberto Gil, Andar com Fé, para responder à questão.


                               Andá com fé eu vou

                               Que a fé não costuma faiá

                               Certo ou errado até

                               A fé vai onde quer que eu vá

                               Ô-ô

                               A pé ou de avião

                               Mesmo a quem não tem fé

                               A fé costuma acompanhar

                               Ô-ô

                                Pelo sim, pelo não

                                    (http://www.gilbertogil.com.br/sec_musica_2017.php)

    Assinale a alternativa em que se apresentam, respectivamente, os sentidos dos termos destacados em “Mesmo a quem não tem fé” e “Que a fé não costuma faiá”, acompanhados de seus equivalentes entre parênteses.

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    03
    Q861602
    Ano: 2017
    Banca: FCC
    Órgão: TCE-SP

    Leia trecho da canção de Gilberto Gil, Andar com Fé, para responder à questão.


                               Andá com fé eu vou

                               Que a fé não costuma faiá

                               Certo ou errado até

                               A fé vai onde quer que eu vá

                               Ô-ô

                               A pé ou de avião

                               Mesmo a quem não tem fé

                               A fé costuma acompanhar

                               Ô-ô

                                Pelo sim, pelo não

                                    (http://www.gilbertogil.com.br/sec_musica_2017.php)

    Leia a tira.


                       


    A leitura comparativa entre a tira e a canção de Gilberto Gil permite concluir que os dois textos

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    04
    Q861603
    Ano: 2017
    Banca: FCC
    Órgão: TCE-SP

          A eletricidade produzida a partir da luz do sol, ou energia fotovoltaica, aparece como a grande estrela do relatório “Renováveis 2017 – Análise e Previsões para 2022”, da Agência Internacional de Energia (AIE). E a maior responsável por isso, mais uma vez, é a China.

          A geração solar foi a que mais cresceu entre as energias renováveis, alcançando quase a metade (45%) dos 165 giga-watts de capacidade adicionada em 2016, excluídas fontes de origem fóssil (carvão, petróleo e gás natural) e nuclear.

          O Brasil instalou 7,8 GW de renováveis no ano passado – de um total de 9,5 GW no país –, repartidos entre usinas hidrelétricas (5,2 GW) e eólicas (2,6 GW). Mantém uma das matrizes de geração mais limpas, mas contribui com menos de 5% do crescimento verde mundial.

          Já a China responde por 40% da capacidade renovável adicionada em 2016, e a maior parte disso provém da energia solar. O governo de Pequim incentiva essa fonte limpa na tentativa de minorar a poluição do ar gerada por termelétricas a carvão, grave problema de saúde pública e inquietação social.

          Sob esse estímulo, o país asiático já representa 50% da demanda global por painéis fotovoltaicos e manufatura 60% desses equipamentos.

          Salta aos olhos a irrelevância do Brasil no que respeita à energia solar fotovoltaica. Algumas grandes centrais começam a ser instaladas, mas o investimento nacional na mais dinâmica fonte alternativa é desprezível, em termos mundiais.

          O país só se destaca, no relatório da AIE, na seara das fontes renováveis para o setor de transporte. Embora o noticiário se concentre na voga dos veículos elétricos, o estudo ressalta que os biocombustíveis – como etanol e biodiesel – permanecerão como opções mais viáveis.

          Sim, o Brasil conta com a matriz elétrica mais limpa entre nações de grande porte e liderança inconteste em álcool combustível. O futuro, no entanto, é solar.

              (Editorial. Império do sol. Folha de S.Paulo, 10.10.2017. Adaptado) 

    De acordo com o texto, o papel do Brasil no cenário mundial da energia solar fotovoltaica é

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.

    05
    Q861604
    Ano: 2017
    Banca: FCC
    Órgão: TCE-SP

          A eletricidade produzida a partir da luz do sol, ou energia fotovoltaica, aparece como a grande estrela do relatório “Renováveis 2017 – Análise e Previsões para 2022”, da Agência Internacional de Energia (AIE). E a maior responsável por isso, mais uma vez, é a China.

          A geração solar foi a que mais cresceu entre as energias renováveis, alcançando quase a metade (45%) dos 165 giga-watts de capacidade adicionada em 2016, excluídas fontes de origem fóssil (carvão, petróleo e gás natural) e nuclear.

          O Brasil instalou 7,8 GW de renováveis no ano passado – de um total de 9,5 GW no país –, repartidos entre usinas hidrelétricas (5,2 GW) e eólicas (2,6 GW). Mantém uma das matrizes de geração mais limpas, mas contribui com menos de 5% do crescimento verde mundial.

          Já a China responde por 40% da capacidade renovável adicionada em 2016, e a maior parte disso provém da energia solar. O governo de Pequim incentiva essa fonte limpa na tentativa de minorar a poluição do ar gerada por termelétricas a carvão, grave problema de saúde pública e inquietação social.

          Sob esse estímulo, o país asiático já representa 50% da demanda global por painéis fotovoltaicos e manufatura 60% desses equipamentos.

          Salta aos olhos a irrelevância do Brasil no que respeita à energia solar fotovoltaica. Algumas grandes centrais começam a ser instaladas, mas o investimento nacional na mais dinâmica fonte alternativa é desprezível, em termos mundiais.

          O país só se destaca, no relatório da AIE, na seara das fontes renováveis para o setor de transporte. Embora o noticiário se concentre na voga dos veículos elétricos, o estudo ressalta que os biocombustíveis – como etanol e biodiesel – permanecerão como opções mais viáveis.

          Sim, o Brasil conta com a matriz elétrica mais limpa entre nações de grande porte e liderança inconteste em álcool combustível. O futuro, no entanto, é solar.

              (Editorial. Império do sol. Folha de S.Paulo, 10.10.2017. Adaptado) 

    Observe as duas passagens do texto:


    •  O governo de Pequim incentiva essa fonte limpa na tentativa de minorar a poluição do ar gerada por termelétricas a carvão… (4° parágrafo)

    •  Sob esse estímulo, o país asiático já representa 50% da demanda global por painéis fotovoltaicos e manufatura 60% desses equipamentos. (5° parágrafo)


    Analisando-se as informações, conclui-se que as do 5° parágrafo representam

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.