Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se ASSINAR

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    1 questão encontrada
    Ano: 2011
    Banca: VUNESP
    Órgão: PM-SP
    Tecendo a Manhã
    Um galo sozinho não tece uma manhã:
    ele precisará sempre de outros galos.
    De um que apanhe esse grito que ele
    e o lance a outro; de um outro galo
    que apanhe o grito que um galo antes
    e o lance a outro; e de outros galos
    que com muitos outros galos se cruzem
    os fios de sol de seus gritos de galo,
    para que a manhã, desde uma teia tênue,
    se vá tecendo, entre todos os galos.
    E se encorpando em tela, entre todos,
    se erguendo tenda, onde entrem todos,
    se entretendendo* para todos, no toldo
    (a manhã) que plana livre de armação.
    A manhã, toldo de um tecido tão aéreo
    que, tecido, se eleva por si: luz balão.
    (João Cabral de Melo Neto. A educação pela pedra.)
    * neologismo criado pelo autor, por meio da junção de “entre” + “entender”.

    Analise as afirmações:

     I. O poema caracteriza-se por ser fortemente orientado, em sua estruturação interna, pelo fenômeno linguístico da coesão.
     II. A repetição sonora, principalmente a aliteração, contribui decisivamente para sugerir a ideia de entrelaçamento presente no poema.
     III. O desenvolvimento do poema se faz num crescendo, simbolizando o processo da “construção” da manhã.

    Está correto o que se afirma em

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.