Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se ASSINAR

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    1 questão encontrada
    01
    Q451369
    Ano: 2014
    Banca: INEP
    Órgão: ENEM
    Vida obscura

    Ninguém sentiu o teu espasmo obscuro,
    ó ser humilde entre os humildes seres,
    embriagado, tonto de prazeres,
    o mundo para ti foi negro e duro.

    Atravessaste no silêncio escuro
    a vida presa a trágicos deveres
    e chegaste ao saber de altos saberes
    tornando-te mais simples e mais puro.

    Ninguém te viu o sentimento inquieto,
    magoado, oculto e aterrador, secreto,
    que o coração te apunhalou no mundo,

    Mas eu que sempre te segui os passos
    sei que cruz infernal prendeu-te os braços
    e o teu suspiro como foi profundo!

    SOUSA, C. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1961.

    Com uma obra densa e expressiva no Simbolismo brasileiro, Cruz e Sousa transpôs para seu lirismo uma sensibilidade em conflito com a realidade vivenciada. No soneto, essa percepção traduz-se em

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.