O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Questões de Concursos

Foram encontradas 13 questões

Ano: 2013 Banca: ESPP Órgão: MPE-PR Prova: ESPP - 2013 - MPE-PR - Técnico em Edificações |
Q793571 Português

Texto II

                                      Vou te contar

(Tom Jobim)

Vou te contar

Os olhos já não podem ver

Coisas que só o coração pode entender

Fundamental é mesmo o amor

É impossível ser feliz sozinho


O resto é mar

É tudo que não sei contar

São coisas lindas que eu tenho pra te dar

Vem de mansinho à brisa e me diz

É impossível ser feliz sozinho


Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade


Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Vou te contar

O autor utiliza vários elementos da natureza para compor imagens subjetivas em seu texto. Abaixo estão listados exemplos desses elementos, exceto um. Assinale-o.
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Ano: 2013 Banca: ESPP Órgão: MPE-PR Prova: ESPP - 2013 - MPE-PR - Técnico em Edificações |
Q793569 Português

Texto II

                                      Vou te contar

(Tom Jobim)

Vou te contar

Os olhos já não podem ver

Coisas que só o coração pode entender

Fundamental é mesmo o amor

É impossível ser feliz sozinho


O resto é mar

É tudo que não sei contar

São coisas lindas que eu tenho pra te dar

Vem de mansinho à brisa e me diz

É impossível ser feliz sozinho


Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade


Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Vou te contar

Ao afirmar que “Fundamental é mesmo o amor”, o sujeito lírico defende que:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Ano: 2013 Banca: ESPP Órgão: MPE-PR Prova: ESPP - 2013 - MPE-PR - Técnico em Edificações |
Q793567 Português

Texto II

                                      Vou te contar

(Tom Jobim)

Vou te contar

Os olhos já não podem ver

Coisas que só o coração pode entender

Fundamental é mesmo o amor

É impossível ser feliz sozinho


O resto é mar

É tudo que não sei contar

São coisas lindas que eu tenho pra te dar

Vem de mansinho à brisa e me diz

É impossível ser feliz sozinho


Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade


Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Vou te contar

A conjunção “enquanto” estabelece, na quarta estrofe, a coesão entre os dois últimos versos. Ao fazer isso, ela introduz o valor semântico de:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Ano: 2013 Banca: ESPP Órgão: MPE-PR Prova: ESPP - 2013 - MPE-PR - Técnico em Edificações |
Q793566 Português

Texto II

                                      Vou te contar

(Tom Jobim)

Vou te contar

Os olhos já não podem ver

Coisas que só o coração pode entender

Fundamental é mesmo o amor

É impossível ser feliz sozinho


O resto é mar

É tudo que não sei contar

São coisas lindas que eu tenho pra te dar

Vem de mansinho à brisa e me diz

É impossível ser feliz sozinho


Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade


Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Vou te contar

Nos versos “O resto é mar” e “Vem de mansinho à brisa e me diz”, ocorrem, respectivamente, as seguintes figuras de linguagem.
Ano: 2013 Banca: ESPP Órgão: MPE-PR Prova: ESPP - 2013 - MPE-PR - Técnico em Edificações |
Q793565 Português

Texto II

                                      Vou te contar

(Tom Jobim)

Vou te contar

Os olhos já não podem ver

Coisas que só o coração pode entender

Fundamental é mesmo o amor

É impossível ser feliz sozinho


O resto é mar

É tudo que não sei contar

São coisas lindas que eu tenho pra te dar

Vem de mansinho à brisa e me diz

É impossível ser feliz sozinho


Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade


Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Da primeira vez era a cidade

Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreender

Enquanto a noite vem nos envolver

Vou te contar

O uso do vocábulo “já”, no segundo verso da primeira estrofe, permite inferir o seguinte:
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Respostas
1: D
2: B
3: A
4: X
5: B