O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Questões de Concursos

Foram encontradas 20 questões

Q797941 Engenharia de Pesca

Sobre preparação de viveiros para engorda comercial de peixes, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:

( ) A desinfecção do solo do viveiro tem o objetivo de eliminar as bactérias que promovam a mineralização anaeróbia da matéria orgânica.

( ) A aplicação de cal hidratada no solo ajusta o pH e favorece a ação das bactérias.

( ) A aplicação de fertilizantes nitrogenados facilita a ação das bactérias, pois aumenta a relação C:N, acelerando o processo de mineralização da matéria orgânica ao final de um ciclo de produção de peixes em viveiro.

( ) O acúmulo de matéria orgânica no fundo dos viveiros é inevitável, uma vez que essa matéria orgânica é frequentemente adicionada ao sistema na forma de ração ou de fertilizantes orgânicos.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.

Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q797940 Engenharia de Pesca
Suponha que você seja o responsável por uma estação de reprodução e de produção de alevinos para utilização em um programa de conservação ambiental de uma empresa de geração de energia elétrica. Um certo dia, no final da primavera, você é alertado pelo seu auxiliar direto que os peixes do viveiro 3 (de 2.000 m2 de área total), onde se encontram reprodutores de Rhamdiopsis moreirai, uma espécie sob risco de extinção, estão apresentando sintomas da doença dos pontos brancos (ictiofitiríase), também conhecida como “íctio”. Não há a mínima evidência da doença nos outros 4 viveiros (de mesma dimensão do viveiro 3 da estação de piscicultura). Pesquisando na literatura, você obtém os seguintes dados: “O Ichthyophthirius multifiliis é um protozoário com ciclo vital de 3 fases: Uma fase encistada no peixe produzindo os ‘pontos brancos’, também conhecida como ‘trofonte’ e de difícil combate. Uma outra forma, chamada ‘tomonte’, também de difícil controle, que abandona o peixe e se encista no fundo do viveiro, multiplicando-se e liberando milhares de formas livres. Essas frágeis formas livre-nadantes (teronte) precisam encontrar outro peixe para se encistar em 3 dias ou morrerão...”. A doença contamina facilmente outros viveiros, levada pela água, redes de despesca, aves ou mesmo pelos tratadores. A formalina, o hipoclorito de sódio e até mesmo o aumento de temperatura da água acima de 30 ºC são os tratamentos descritos na literatura como formas de se combater a doença. Diante disso, qual a conduta adequada a ser adotada?
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q797939 Engenharia de Pesca
A aplicação de extrato bruto de hipófise é o método mais eficiente para promover a desova em peixes reofílicos. O técnico em piscicultura de uma determinada estação de reprodução e de larvicultura de surubim selecionou inicialmente 8 exemplares para a reprodução, sendo 4 machos e 4 fêmeas. Para o início do processo de reprodução, os peixes foram pesados, para que fossem possíveis os cálculos das dosagens de hormônios a serem utilizadas. As fêmeas apresentaram peso médio de aproximadamente 10 kg, e os machos, 5 kg. Para a indução da ovulação nas fêmeas, foram administradas duas doses de hormônios gonadotrópicos (hipófises maceradas e diluídas em solução fisiológica). Na 1ª dose, aplicada apenas nas fêmeas, foi utilizado 1,0 mg de hipófise para cada kg de peixe e 7 ml de soro fisiológico por fêmea para a diluição do hormônio. Doze horas após aplicação da 1ª dose, foi aplicada a dose definitiva. Porém apenas duas fêmeas demonstraram estar prontas para receber o hormônio (uma de 14 e outra de 16 kg); as demais foram descartadas. Todos os machos foram utilizados. Nessa segunda aplicação nas fêmeas, foram utilizados 6 mg de hipófise para cada kg de peixe e 10 ml de soro fisiológico para diluição em cada uma delas. Os machos receberam uma dose única de hormônios, correspondente à metade da quantidade do hormônio utilizada na 2ª dose aplicada nas fêmeas (em termos de quantidade de hormônio/kg de peixe), diluída no equivalente a 10 ml de soro fisiológico por animal. Quantas hipófises foram utilizadas nesse processo, sabendo-se que o peso seco médio de cada hipófise era de 8 mg?
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q797938 Engenharia de Pesca

Todo empreendimento de produção animal, independentemente do sistema ou do regime de produção empregado, está suscetível à ocorrência de doenças. Nesse sentido, numere a coluna da direita, relacionando os agentes infecciosos da coluna da esquerda com suas respectivas estruturas características.

1. Fungo.

2. Bactéria.

3. Vírus.

4. Protozoário.

( ) Capsídeo.

( ) Micélio.

( ) Oocisto.

( ) Vibrião.

Assinale a alternativa que apresenta a numeração correta da coluna da direita, de cima para baixo.

Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Q797937 Engenharia de Pesca
Em uma determinada estação de produção de alevinos, existem 20 viveiros de dimensões 20 x 40 x 1 m (largura x comprimento x altura útil). Preocupado com a possível queda nas concentrações de oxigênio dissolvido na água, o técnico responsável pela estação mede essas concentrações nos viveiros de cultivo e também da água que abastece a estação de piscicultura. A concentração média de oxigênio na água nos viveiros no horário mais crítico do dia é de 4,0 mg/L. A concentração média de oxigênio na água que abastece a propriedade é de 8 mg/L. O técnico fica assustado quando faz os cálculos e descobre que, caso precise renovar todos os seus viveiros ao mesmo tempo, só conseguirá aumentar de 4,0 para 4,5 mg/L a concentração de oxigênio dissolvido na água dos viveiros. Sabendo que, para promover a renovação de água da forma mais eficiente possível, o técnico primeiro drena a água do viveiro e depois repõe o volume inicialmente drenado, qual é a capacidade máxima diária de renovação da água dessa estação de piscicultura em relação ao volume total de água dos seus viveiros?
Você errou!   Resposta: Parabéns! Você acertou!
Respostas
1: E
2: D
3: A
4: D
5: C