Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    1 questão encontrada
    01
    Q456100
    Ano: 2000
    Banca: CESPE
    Órgão: Polícia Federal
    Texto LP-III

    A força da História

         A História caprichosamente ofereceu aos brasileiros  um símbolo de forte densidade, o de Tiradentes, para  concretizar o mito do herói nacional. O lado generoso do  chefe da rebelião anticolonial vem do transbordamento de  seus objetivos, no sentido de tornar coletiva a aspiração de  ruptura e de liberdade. Não apenas um ato de particular  conveniência no mundo das relações humanas, mas uma  articulação de vulto nacional.  
         Enquanto os ativistas da Inconfidência (Tiradentes  o maior e o mais lúcido de todos) e os ideólogos lidavam  com categorias universais, que pressupunham os interesses  da coletividade brasileira, outros aderentes circunstanciais,  os magnatas e os devedores da fazenda Real, ingressaram  no processo de luta a fim de resguardar vantagens  particulares.
         Com efeito, a figura de Tiradentes implanta, na  memória e no coração da nacionalidade, o sentimento de  poder e de grandeza que torna cada um de nós um íntimo  dos seres sobrenaturais, um parceiro dos deuses.

                                                                  (Fábio Lucas, Luzes e trevas – Minas Gerais no século XVIII.
                                                                             Belo Horizonte: UFMG, 1998, p. 150-1; com adaptações)

    Em língua portuguesa, a mudança na ordem das palavras nem sempre provoca  alteração nas relações semânticas entre elas. Os itens abaixo reproduzem trechos  do texto LP-III com alguma alteração na ordem dos termos. Julgue-o quanto à  manutenção dos sentidos originais do texto.
    linhas de 10 a 12: ao ideólogos, que pressupunham os interesses da coletividade brasileira, lidavam com categorias universais

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.