Atualizando histórico

Estamos atualizando seu histórico de questões resolvidas, por favor aguarde alguns instantes.

Menu
Cadastre-se

Questões de Concursos - Questões

ver filtro
filtros salvos
  • Você ainda não salvou nenhum filtro
    • Apenas que tenham
    • Excluir questões
    salvar
    salvar x
    limpar
    1 questão encontrada
    01
    Q456088
    Ano: 2000
    Banca: CESPE
    Órgão: Polícia Federal
    Texto LP-II

         A Revolução Industrial provocou a dissociação entre dois pensamentos: o  científico e tecnológico e o humanista. A partir do século XIX, a liberdade do  homem começa a ser identificada com a eficiência em dominar e transformar a  natureza em bens e serviços. O conceito de liberdade começa a ser sinônimo de  consumo. Perde importância a prática das artes e consolidam-se a ciência e a  tecnologia. Relega-se a preocupação ética. A procura da liberdade social se faz  sem considerar-se sua distribuição. A militância política passa a ser tolerada, mas  como opção pessoal de cada um.
         Essa ruptura teve o importante papel de contribuir para a revolução do  conhecimento científico e tecnológico. A sociedade humana se transformou, com a  eficiência técnica e a conseqüente redução do tempo social necessário à  produção dos bens de sobrevivência.
         O privilégio da eficiência na dominação da natureza gerou, contudo, as  distorções hoje conhecidas: em vez de usar o tempo livre para a prática da  liberdade, o homem reorganizou seu projeto e refez seu objetivo no sentido de  ampliar o consumo. O avanço técnico e científico, de instrumento da liberdade,
    adquiriu autonomia e passou a determinar uma estrutura social opressiva,   que servisse ao avanço técnico e científico. A liberdade identificou-se com a idéia  de consumo. Os meios de produção, que surgiram no avanço técnico, visam   ampliar o nível dos meios de produção.
         Graças a essa especialização e priorização, foi possível obter-se o elevado  nível do potencial-de-liberdade que o final do século XX oferece à humanidade. O  sistema capitalista permitiu que o homem atingisse as vésperas da liberdade em  relação ao trabalho alienado, às doenças e à escassez. Mas não consegue  permitir que o potencial criado pela ciência e tecnologia seja usado com a   eficiência desejada. 
     
    (Cristovam Buarque, Na fronteira do futuro. Brasília: EDUnB, 1989, p. 13; com adaptações)

    A respeito da organização sintática das estruturas do texto LP-II, julgue o  item   que se segue.
    Em vez de substantivo, o termo “procura” (l. 7) pode ser classificado como verbo, mas, nesse caso, para que as relações semânticas do texto sejam mantidas, seu sujeito deverá ser “liberdade”.

    Você configurou para não ver comentários antes de resolver uma questão.