O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora
40%

2022 pode ser o ano que vai mudar a sua vida. Vem com a gente com até 40% OFF! 🤑

Questões de Concurso Público Prefeitura de Areial - PB 2021 para Agente Administrativo

Foi encontrada 1 questão

Q1757532 Português

Com base no excerto abaixo, da matéria Alarme desregulado, exposta na revista Segredos da mente - o poderdo cérebro, Ano 3, no. 4, 2019), responda ao que se pede na questão.


    Visando a sobrevivência, durante a evolução do ser humano, a natureza soube adaptar seu desenvolvimento para que ele se preparasse para as mais diversas situações que viria a encarar, como o perigo. A ansiedade e o medo, por exemplo, são gatilhos natos e muito importantes para a proteção do indivíduo. “Se estivermos em um local diferente, pouco iluminado e vermos um vulto, a ansiedade funciona como um sinal de alarme que pode servir para uma reação de fuga, para evitar sermos pegos de surpresa ou até reconhecer se há um perigo real”, exemplifica o psiquiatra Bernard Miodownik.

     [...] “A ansiedade é uma reação humana e suas alterações são contingências que podem atingir qualquer um, dependendo das vulnerabilidades subjetivas de cada pessoa”, explica Miodownik.

     Algumas pesquisas indicam que exista uma base genética que justifica o transtorno de ansiedade. Na formação das estruturas cerebrais ligadas aos estados de vigilância, haveria erros de funcionamento neuroquímico, que desencadeariam as sensações de ansiedade exagerada. [...]

     O hipocampo ventral é acionado ao mesmo tempo em que a área medial do córtex pré-frontal entra em ação. Assim, o cérebro irá reconhecer ou não a situação como ameaça. É no hipocampo que a memória e as emoções são processadas.

     De acordo com a interpretação do sistema nervoso, a área medial formula a resposta de outras áreas. Isso serve para que sejam produzidas uma reação de defesa e comportamento associados à ansiedade. 

Julgue a validade das afirmações feitas com relação aos aspectos de regência e de concordância, sinalizando (V) para verdadeiro e (F) para falso.


( ) Em: “visando a sobrevivência... (L.1)”, o verbo VISAR, no sentido de “ter como objetivo”, é transitivo indireto, mas há uma tendência de uso como transitivo direto, dispensando a preposição, razão de não ser necessário o emprego da crase nesse contexto.

( ) O verbo ATINGIR só pode ser empregado como transitivo indireto, de modo que ocorre uma falha em: “contingências que podem atingir qualquer um (L.6)”, devido à ausência da preposição.

( ) O verbo HAVER foi empregado corretamente no singular em: “haveria erros de funcionamento neuroquímico (L.9)”, pois, sendo impessoal, não requer sujeito com o qual concordar.

( ) Em: “Isso serve para que sejam produzidas uma reação de defesa e comportamento associados à ansiedade (L.13) e (L.14)”, a concordância não foi estabelecida corretamente com o adjetivo, cuja forma deveria ser “produzidos”.


A sequência CORRETA de preenchimento é:

Alternativas
Respostas
1: D