O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

PMERJ afirma que concurso será retomado em junho

pmerjSurge uma luz no fim do túnel para os milhares de interessados em participar do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), suspenso após divulgação de nota oficial na terça, dia 7. Já na noite desta quarta, 8 de janeiro, a Assessoria de Imprensa da corporação informou à FOLHA DIRIGIDA que o concurso, com oferta inicial de 6 mil vagas, deverá ser retomado até junho, mas não deu mais detalhes. A notícia, ao menos, é um alento para os concurseiros que, após meses de preparação, lamentaram e criticaram a suspensão da seleção, aguardada há mais de um ano. (Leia matéria AQUI)
O compromisso já anunciado pela corporação, e confirmado pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, de reforçar seus quadros em função da expansão das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e dos próximos eventos internacionais, vem apenas confirmar a promessa de que o concurso será retomado ainda neste primeiro semestre. Atualmente com cerca de 47 mil soldados efetivos, a PM-RJ espera contar com 60 mil homens e mulheres em atividade quando das Olimpíadas de 2016.
Também por meio da nota do dia 7, a A PM-RJ informou que vai devolver a taxa, no valor de R$100, dos candidatos que conseguiram efetuar a inscrição em 18 de dezembro, primeiro e único dia efetivo de atendimento. Os detalhes sobre a devolução para aqueles que efetuaram o pagamento deverão ser informados nos próximos dias, no site da Exatus, organizadora. O ressarcimento deverá ter início a partir do dia 17. Sabe-se que 26.128 pessoas conseguiram fazer o cadastramento, apenas no dia de abertura das inscrições, antes de elas serem interrompidas.
Finalmente, a PM-RJ deu explicações sobre qual fator a levou a suspender as inscrições do novo concurso. A corporação afirmou que vai chamar mais 1.849 aprovados da seleção anterior, realizada em 2010, sendo 1.782 homens e 67 mulheres, para as avaliações restantes. Antes do cancelamento oficial, ocorrido na noite do dia 7, a PM-RJ alegava que havia suspendido as inscrições devido a um problema técnico, porém, dias após, informou que alterações seriam feitas no edital. Isso ainda deverá ocorrer, embora não tenham sido informadas quais mudanças serão essas.
O concurso para 6 mil vagas de soldados – 5.400 para homens e 600 para mulheres – foi anunciado em 2012 e, desde então, o processo tem sofrido constantes atrasos. Um edital chegou a ser divulgado em julho de 2013, porém sem o cronograma do concurso. Somente em dezembro a organizadora divulgou a data das inscrições e de aplicação do exame intelectual, primeira etapa da seleção. Embora a PM-RJ não dê detalhes sobre os entraves referentes ao concurso, fonte ligada à seleção informava constantemente à FOLHA DIRIGIDA que os problemas estão relacionados à convocação dos aprovados da última seleção, que ainda não haviam tomado posse.
Veja nota oficial da PM sobre a devolução da taxa de inscrição:
1- Em função de haver a necessidade da convocação dos candidatos aprovados no concurso de 2010 para o Curso de Formação de Soldados (CFSD), a PM está adiando as inscrições do atual concurso. A nova data de início das inscrições será divulgada em breve.
2- Serão 1782 vagas masculinas e 67 femininas, ainda do concurso de 2010, que serão preenchidas por candidatos aprovados em todas as etapas. O objetivo é atender necessidades imediatas da Segurança Pública, tendo em vista a proximidade da Copa do Mundo. São mais 1849 policiais para o Rio de Janeiro. Não há perda para a Política de Segurança Pública.
3- Todos os candidatos terão a quantia de R$ 100 – paga no ato de inscrição – totalmente devolvida. O processo de devolução do dinheiro se inicia a partir do dia 16 de janeiro, quando se encerra o prazo de
vencimento do boleto.
4- Os candidatos que pagaram o boleto devem, a partir do dia 17, acessar o site http://www.exatuspr.com.br para saber como os valores serão restituídos.
5- O concurso teve 26.128 inscritos no primeiro dia. Somente após o dia 16 é que o número total de pessoas que pagaram o boleto será conhecido.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.