O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

INSS tem plano para zerar fila de espera por benefícios

O INSS vai apresentar, dia 9 de agosto (2019), um novo plano visando a ações que pretendem acabar com a fila de espera de 1,3 milhão de pedidos por benefícios no órgão.

O tempo levado pelo INSS para analisar tais pedidos é de 45 dias em média, e não vem sendo cumprido pelo órgão, o que gera dois problemas cruciais: a espera do cidadão pelo benefício e o alto custo para União, que retroage pagando com correção monetária.

Confira neste link a Ação Civil Pública impetrada pelo MPF visando a obrigar o INSS  realizar novo concurso.

Estratégia Nacional de Atendimento Tempestivo

O plano denominado Estratégia Nacional de Atendimento Tempestivo está pautado em diversas ações, dentre elas:

  • Fixação de metas;
  • Controle de produtividade;
  • Teletrabalho;
  • Bônus por análises extras.

Como se dará o controle de produtividade?

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Renato Vieira, diz que o controle de produtividade será implantado em detrimento do ponto eletrônico:

“Antes, o recado era ‘fique na repartição por oito horas’. Agora, ele terá que atingir uma meta”

Qual será a fixação de metas estabelecidas?

O processo de fixação de metas será realizado mensalmente, com os servidores precisando atingir 90 pontos, ou seja, analisando, aproximadamente, 100 processos de benefícios.

Vieira afirma que apenas 3,5% dos servidores, atualmente, cumprem esse número.

Como serão pagos os bônus por análises extras?

Os servidores farão jus a um incentivo de R$ 57,50 por processo que seja analisado além daqueles estipulados no plano de fixação de metas.

Como se dará o teletrabalho?

Quem optar pelo teletrabalho deverá assumir metas maiores que as estabelecidas para aquelas que trabalharem "in loco", ou seja, presencialmente. Será 30% superior a cobrança pelo atingimento das metas, chegando assim a ter que concluir cerca de 117 processos por mês.

Quando estará vigente a nova ordem no INSS?

Conforme publicou o jornal Estadão, a portaria com as novas regras no INSS será publicada no próximo dia 9 de agosto e 2019 e a expectativa do presidente é de aumento na eficiência e velocidade da concessão de benefícios, zerando todo o estoque que há atualmente.

Outras medidas

Além das medidas já apresentadas, outras estão no radar do novo plano. São elas: o aumento da digitalização dos serviços, a concessão automática de benefícios e o remanejamento de servidores que não atuam na área fim do INSS, para ingressarem na seção de análise de benefícios.

O presidente Renato Vieira afirma que, com tais ações, o INSS terá uma maior agilidade no serviço e, assim, terá cumprido o principal objetivo do plano, que é dar retorno ao cidadão num prazo máximo de 45 dias.


Confira pacotes completos para o INSS

Quer saber mais sobre produtividade, motivação e alto rendimento em provas de concursos? Siga-me no instagram: @mauriciosa_

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.