O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concurso TJ TO - órgão deve retomar trabalhos para lançamento de próximo edital

Após a suspensão temporária dos trabalhos do concurso TJ TO, no dia 26 de junho, o Tribunal de Contas julgou que não havia irregularidades na contratação da banca Cespe como organizadora.

O certame foi suspenso em 2018, devido a suspeitas de irregularidades na escolha da empresa organizadora e descumprimento na Lei de Responsabilidade Fiscal.

E agora, quais os próximos passos?

Agora, o TJ TO deve formalizar a contratação da banca Cespe como organizadora do próximo certame.

Então, resta a espera pelo lançamento do edital. A expectativa é de 30 vagas imediatas e cadastro de reserva para diversos cargos.

Por que o concurso TJ TO foi suspenso?

A decisão de suspensão do TJ TO foi realizada pelo Tribunal de Contas do Estado. Ela foi baseada em suspeitas de que normas da licitação de escolha da empresa organizadora foram descumpridas.

Além disso, o concurso descumpriria a Lei de Responsabilidade Fiscal. O TJ TO foi acusado de exceder o limite de gastos com pessoal que, na época, era por volta de 55,34%, enquanto o limite era 49%.

Desde então, o tribunal tomou medidas para seguir com o certame. Uma delas foi a exoneração de diversos funcionários comissionados. Até maio deste ano, a meta era desligar 218 funcionários do quadro de pessoal.

Como será o concurso TJ TO?

Como dito anteriormente, o total seria de 30 vagas e cadastro de reserva, divididas entre Analista Judiciário, Técnico Judiciário e Oficial de Justiça.

A previsão é das seguintes especialidades para Analista Judiciário:

  • Direito: 1 vaga + CR
  • Administração: CR
  • Ciência da Computação: 1 +CR
  • Serviço Social: 1 +CR
  • Ciências Contábeis: 1 +CR
  • Arquitetura: 1 +CR
  • Pedagogia: 1 +CR
  • Engenharia Civil: 1 +CR
  • Engenharia Elétrica: 1 +CR
  • Estatística: 1 +CR
  • Psicologia: 1 +CR
  • Medicina (diversos): CR
  • Enfermagem: CR
  • Fisioterapia: CR

Já para Técnico Judiciário, as especialidades oferecidas serão:

  • Direito: 12 + CR
  • Administração: CR
  • Ciência da Computação: 8 + CR
  • Serviço Social: CR

Por fim, para Oficial de Justiça só há vagas para Cadastro de Reserva e o requisito é nível superior em Direito.

Concurso TJ TO

  • Órgão: Tribunal de Justiça do Tocantins
  • Cargos: Analista Judiciário, Técnico Judiciário e Oficial de Justiça
  • Escolaridade: nível médio e superior
  • Vagas previstas: 30 + CR
  • Remuneração inicial: de R$8 mil (médio) a R$30 mil (superior)
  • Último concurso: 2008, banca Fundação Universa

Quer saber tudo sobre o concurso TJ TO?

Aqui, reunimos todos os detalhes mais importantes da seleção do TJ TO. Você ficará sabendo a respeito de:

  • Quanto ganham os servidores do TJ TO?
  • Como foi o último concurso TJ TO?
  • Qual conteúdo foi cobrado?

Quanto ganham os servidores do TJ TO?

A remuneração inicial do TJ TO varia de R$ 8 mil a R$30 mil. Além do vencimento básico, os servidores recebem gratificações e auxílios.

  • Gratificação de Atividade Judiciária - até 30% do vencimento
  • Auxílio Alimentação
  • Gratificação de Atividade de Risco em Lei - até 20% do vencimento
  • Adicional de Qualificação - de 3% a 12,5% do vencimento
  • Indenização de Transporte

Veja abaixo, na tabela, como fica a remuneração final dos cargos em cada nível:

Como foi o último concurso TJ TO?

O último concurso do TJ TO foi em 2008, com a banca Fundação Universa como organizadora.

Na época, foram ofertadas, no total, 24 vagas entre imediatas e cadastro de reserva. No edital, havia oportunidades para nível superior, médio e fundamental.

O certame tinha as seguintes etapas:

  • prova objetiva
  • prova discursiva
  • prova de títulos
  • prova prática de digitação (apenas para Técnico Judiciário - Escrevente e Oficial de Justiça)

A prova objetiva foi composta de 20 questões de Conhecimentos Básicos e 30 questões de Conhecimentos Específicos. A pontuação máxima possível foi de 80 pontos na parte objetiva e 15 pontos na prova discursiva, sendo 95 pontos ao todo.

3 - Qual conteúdo foi cobrado?

A área de Conhecimentos Básicos conteve o mesmo conteúdo para todos os cargos, sendo:

  • língua portuguesa
  • raciocínio lógico
  • noções de direito
  • conhecimentos gerais
  • noções de informática

Para Analista Judiciário, o conteúdo de Conhecimentos Específicos foi:

  • Direito Processual Civil
  • Direito Processual Penal
  • Direito Administrativo
  • Atos processuais

Tanto para Técnico Judiciário (Escrivão) e para Oficial de Justiça, a área de Conhecimentos Específicos cobrou:

  • Direito Processual Civil
  • Direito Processual Penal

Conheça aqui os pacotes para TJs

Fique ligado em nosso blog e acompanhe as principais notícias de concurso em primeira mão.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.