O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concurso INSS: um Raio X da preparação

O concurso INSS é um dos mais aguardados pelos concurseiros. Apesar de as últimas notícias não serem tão animadoras, os futuros candidatos não perderam as esperanças, já que um novo processo seletivo em 2020 ainda não está descartado.

Desde janeiro de 2019, questões relacionadas ao instituto foram resolvidas mais de 2 milhões de vezes, tendo um pico em maio, quando o Ministério Público Federal (MPF) encaminhou oficialmente ao Ministério da Economia a recomendação da autorização de um novo concurso.

Ao longo dos meses, com o adiamento da audiência de mediação entre o MPF e o INSS, que irá definir a situação do concurso, o número de resoluções foi diminuindo. Porém, como uma pessoa prevenida vale por duas, é bom estar preparado para quando a novela terminar com um final feliz, claro.

O possível concurso público do INSS será destinado ao preenchimento das vagas dos cargos de Técnico, Analista e Perito do Seguro Social. Os salários variam de R$ 5.186,79 a R$ 12.638,79.

A região do país que apresentou mais interesse no processo seletivo é o Nordeste, com a maior média de respostas por usuário registrada nos últimos 10 meses. Os estados com maior número de questões respondidas são Bahia e São Paulo.

RAIO X Veja como está seu desempenho e saiba o que estudar

Direito Previdenciário é a disciplina mais resolvida pelos usuários na plataforma do Qconcursos. Foram mais de 980 mil questões respondidas desde janeiro deste ano, seguido por Direito Administrativo, com cerca de 280 mil resoluções.

O último edital do INSS, de 2015, trouxe Legislação Previdenciária dentre as disciplinas de conhecimentos básicos para o cargo de Analista do Seguro Social. Na época, foram oferecidas 950 vagas para Analista e Técnico, cargos de nível médio e nível superior.


Raio X do INSS

Baixe o PDF e veja quais são as disciplinas mais resolvidas, as taxas de erro e acerto e o panorama geral do concurso.


Situação INSS

O INSS possui, hoje, um alto déficit de servidores, o que causa atraso na análise dos benefícios dos cidadãos segurados pela previdência. Um bônus de produtividade chegou a ser implantado para incentivar os atuais servidores, mas com a falta de pelo menos 11 mil funcionários, a estratégia não é eficaz.

No dia 2 de outubro de 2019, aconteceu uma audiência de mediação entre o MPF e o instituto, visando a abertura de um novo concurso público para suprir o quadro de pessoal. Na reunião, ficou acordado o envio mensalmente de um relatório de eficiência por parte do INSS, contendo a evolução do estoque de processos. Porém, o impasse não foi solucionado, e uma nova audiência foi marcada, em seis meses.

Argumentos MPF e INSS

O INSS indicou que existe uma ação que pretende levar o atendimento virtual aos segurados da Previdência Social e, por isso, não haveria necessidade da realização de concurso público. Segundo a autarquia, o tempo de espera para receber benefícios é de sete dias.

Já a procuradora responsável por ter entrado com a Ação Civil Pública (ACP), Eliane Pires Rocha, afirmou que a falta de servidores no INSS é fator importante e que traz efeitos negativos no atendimento.

“Os senhores estão trazendo alternativas, mas ao mesmo tempo nós temos dados que o INSS nos mandou que acusavam uma vacância de 19 mil servidores, entre técnicos e analistas”, disse.
“O INSS não põe servidor, mas em contrapartida gera custos milionários para sustentar o serviço judiciário, que atende a demanda que não é atendida no âmbito administrativo”, continuou Eliane.

O INSS afirma ainda que a melhoria não passa, necessariamente, por contratações definitivas e, por isso, vem estudando a possibilidade de contratações temporárias.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.