O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

Concurso IBGE: como estudar no pós-edital

O concurso IBGE passou para uma nova e importante etapa. O edital foi publicado no dia 25 de setembro 2019, o que muda completamente a preparação para as provas. Com o objetivo de guiar o candidato nesta fase decisiva, reunimos algumas dicas de como estudar no pós-edital.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu inscrições para o concurso público que visa preencher 2.658 vagas de Coordenador e Agente Censitário, cargos de nível médio. As provas estão previstas para o dia 8 de dezembro de 2019, o que dá ao candidato 72 dias de preparação (a contar do dia 27 de setembro de 2019). Mas como dar o pontapé inicial?

Leia o edital

O preparo pós-edital começa logo após a lançamento do documento. O candidato deve ler atentamente a publicação. A sugestão é imprimi-lo, destacar os pontos mais importantes e colocar na agenda a data da inscrição. No caso do concurso IBGE, os interessados têm até o dia 15 de outubro para fazê-la.

Com a leitura, os pontos principais do edital serão decorados. E o candidato estará pronto para criar uma metodologia de estudos a ser usada até o dia da prova.

Estudos

Como dito acima, o candidato tem 72 dias até o dia da tão aguardada avaliação. Como o edital do IBGE não é extenso, a possibilidade de estudar todo o conteúdo é alta. Uma das sugestões da Amanda é dividir esse tempo: 60 dias para “fechar o edital” e 12 dias, véspera da prova, para a revisão.

No entanto, o candidato não deve ficar só na teoria. A resolução de questões da banca organizadora do certame é prioridade, pois a prática pode ser decisiva na consolidação do conteúdo.

Ritmo de estudos

O momento pós-edital é como uma corrida. O candidato deve aproveitar todo tempo disponível para estudar. De domingo a domingo.

Há duas maneiras de ter alto rendimento na preparação: PDF e videoaulas. Porém, como o tempo gasto com videoaulas é maior, o PDF deve ser prioridade.

“Priorize o PDF, mas se tiver disciplinas com mais dificuldade, recorra às videoaulas”, recomenda Amanda Borges, que aconselha a redução da carga de videoaulas ao longo do tempo.

Coach do Direção Concursos, Amanda Borges foi aprovada no concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal, ocupando o 4º lugar na colocação.

Grifar x Resumir

Como o tempo é curto entre a publicação do edital e a prova, o candidato deve usar de métodos que otimizem os estudos.

Os resumos, por exemplo, é um método mais demorado. Já os grifos podem economizar bastante tempo, sendo feito tanto em materiais impressos quanto online. Utilizando essa metodologia, o candidato conseguirá resolver mais questões e até mesmo simulados.

Meta diária

Estabeleça metas diárias. Pegue a quantidade de PDFs e divida pelo tempo de dias para finalizar o conteúdo do edital. Por exemplo, caso sejam 74 PDFs e 60 dias, o candidato terá 1,23 PDF/dia, podendo distribuí-los em 1 PDF por dia durante a semana e 2 PDFs por dia nos fins de semana.

Ciclo de estudos

Há três tipos de ciclos de estudos: um direcionado por PDFs, outro por dividido por horas e um terceiro que é considerado livre, relacionado ao ciclo de horas.

Ciclo por PDFs

Ao invés de contar as horas destinadas a cada disciplina, o ciclo por PDFs tem como base o número de documentos.

A imagem acima exemplifica a metodologia. No primeiro dia, o candidato estuda um PDF de Português resolvendo um bloco de 20 questões, deixando as restantes para o próximo módulo do ciclo. No dia seguinte, ele parte para o PDF de Raciocínio Lógico e, além do bloco de questões da disciplina, o candidato resolve as questões restantes de Português. E assim por diante.

De acordo com Amanda, uma dúvida comum dos concurseiros é o que fazer quando termina uma matéria antes das outras, como ocorre com Ética. No caso de uma disciplina que esteja com um bom rendimento, pode retirá-la do ciclo, voltando a estudá-la na véspera das provas.

Ciclo por horas

A divisão de estudo por horas leva em conta o nível de dificuldade, o número de questões cobradas e o peso da disciplina.

Exemplo:

Total de horas do ciclo 12
Disciplina Nível de dificuldade Nº de questões Peso da disciplina Horas
1 Português Fácil 15 1 3
2 Raciocínio Lógico Fácil 10 1 2
3 Ética Fácil 5 1 1
4 Noções de Administração Fácil 30 1 6

Neste caso, o candidato estudará 3 horas de Português, 2 de Raciocínio Lógico, 1 hora de Ética e reservará 6 horas para Administração, que tem o maior número de questões na prova.

Ciclo livre

O terceiro tipo de ciclo é o chamado livre, onde o examinando vai fracionar as horas dedicadas a cada matéria.

“Ciclos muito longos podem afetar o rendimento”, explica Amanda.
Ciclo dividido por horas fracionadas
Ciclo dividido por horas fracionadas

Dica sobre a banca FGV

Foco em Português: a disciplina é uma das mais difíceis nas provas feitas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). As provas tendem a cobrar interpretação de texto de forma avançada. Uma abordagem diferente de Raciocínio Lógico, por exemplo, que tende a ser uma prova com questões mais previsíveis.


Revisão

A revisão também é feita em fases. A primeira é a de 24 horas, realizada durante o processo de estudo naqueles 60 dias de preparação. Essa etapa serve para que o conteúdo não se perca até a revisão final.

A revisão de véspera é feita nos 12 dias que antecedem a prova. Nessa fase, o candidato deve ler todos os resumos feitos ao longo dos meses de estudo e resolver questões. Muitas questões.


Dica: faça um resumo com as fórmulas para usar na prova de Raciocínio Lógico


A última revisão é feita somente na base da necessidade. É dedicada àquelas matérias com maior dificuldade ou mais questões erradas durante a trajetória.

Sugestão da coach

Em todos os ciclos, você terá três metas principais. São as seguintes:

Simulados

Os simulados é uma oportunidade de testar o conhecimento e identificar dificuldades e erros que possam ter passado despercebidos durante a preparação. É um método de orientar os estudos.

Na plataforma do Qconcursos, você pode criar simulados na página de questões. É só filtrar a banca FGV ou a instituição IBGE e clicar no botão “Gerar Simulado”, escolhendo, no máximo, 12 disciplinas. O ideal é escolher 3 minutos para o tempo de resolver questões.

Concurso IBGE

  • Banca: FGV
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Inscrições: até 15 de outubro de 2019
  • Taxa de inscrição: R$ 42,50 (ensino médio) e R$ 58 (ensino superior)
  • Cargos oferecidos: Coordenador e Agente
  • Vagas: 2.658
  • Duração do contrato de trabalho: 12 meses
  • Provas: 8 de dezembro de 2019
  • Edital
Curso Pacotes completos para Coordenador e Agente Censitário
Notícia Publicado o edital do Concurso IBGE 2019
Questões Prepare-se estudando na prática

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.