O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

DÊ UM UPGRADE NA SUA PREPARAÇÃO - Torne-se assinante e transforme seus estudos!

CONHEÇA NOSSOS PLANOS

Concurso Câmara de Teresina: inscrições reabertas e provas adiadas

O Instituto AOCP divulgou nesta quinta-feira, 6 de agosto, um edital que reabre as inscrições do concurso Câmara Municipal de Teresina, no estado do Piauí, prorrogando o prazo para o dia 8 de setembro de 2020. As provas que estavam previstas para 13 de setembro, foram remarcadas para 18 de outubro de 2020.

A seleção oferece nove vagas de nível médio e superior para os cargos de Assistente Legislativo, Analista de Informática, Assessor Jurídico Legislativo e Procurador. A remuneração inicial é de até R$ 6 mil.


Principais informações sobre o concurso Câmara de Teresina (PI):

  • Cargos: Assistente Legislativo, Analista Informática, Assessor Jurídico Legislativo e Procurador
  • Vagas: 9
  • Escolaridade: nível médio e nível superior
  • Remuneração: até R$ 6.008,70
  • Banca: Instituto AOCP
  • Inscrições: até 8 de setembro de 2020
  • Taxa de inscrição: R$ 55,00 (nível médio) e R$ 85,00 (nível superior)
  • Prova objetiva/discursiva: 18 de outubro de 2020
  • Edital
  • Edital de prorrogação

Inscrições

As inscrições foram reabertas e os candidatos têm até o dia 8 de setembro para se cadastrar por meio do site do Instituto AOCP, banca organizadora do certame.

Valor da taxa de inscrição:

  • nível médio: R$ 55,00
  • nível superior: R$ 85,00

O pagamento deve ser efetuado até o dia 09 de setembro de 2020.

Vagas

A seleção oferece nove vagas para ampla concorrência e candidatos PcD. Os cargos são de Assistente Legislativo (5), Analista Informática (1), Assessor Jurídico Legislativo (2) e Procurador (1)

A remuneração varia de R$ 2 mil a R$ 6 mil, com jornada de trabalho de 30 horas semanais, confira:

Requisitos

Confira os requisitos para concorrer a cada cargo:

  • Assistente Legislativo: requer nível médio
  • Analista Informática: requer curso superior de Ciências da Computação ou equivalente
  • Assessor Jurídico Legislativo: requer nível superior superior completo em Direito e Registro na Ordem dos Advogados do Brasil - OAB.
  • Procurador: requer nível superior de Direito e Registro na Ordem dos Advogados do Brasil - OAB.

Remuneração

A remuneração é composta da seguinte forma:

  • Assistente Legislativo: 2.066,15 + Gratificação de Desempenho de Atividade Legislativa Municipal – GDALM, no valor único de R$ 600,00;
  • Analista Informática e Assessor Jurídico Legislativo: R$ 6.008,70 + Gratificação de Produtividade Operacional – GPO, correspondendo ao valor de 86,70% do vencimento, conforme a referência em que o servidor se enquadrar;
  • Procurador: R$ 6.008,70 + Gratificação de Produtividade Operacional – GPO, correspondendo ao valor de 140% do vencimento, conforme a referência em que o servidor se enquadrar.

Fases do concurso

Os candidatos serão avaliados em três fases: a primeira consiste em uma prova objetiva aplicada a todos os cargos; a segunda é uma prova discursiva somente para os cargos de nível superior; enquanto a terceira consiste em uma Avaliação de Títulos para a função de Procurador.

Prova objetiva

A prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, será composta de 40 questões de múltipla escolha distribuídas entre Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos. As disciplinas cobradas são as seguintes:

Assistente Legislativo e Analista Informática

  • Português (10)
  • Raciocínio Lógico e Matemático (5)
  • Legislação Municipal (5)
  • Conhecimentos Específicos (20)

Assessor Jurídico Legislativo e Procurador

  • Português (10)
  • Legislação Municipal (5)
  • Conhecimentos Específicos (25)

O conteúdo programático dos conhecimentos comuns a todos os cargos são:

  • Língua Portuguesa: 1. Compreensão e interpretação de texto. 2. Tipologia e gêneros textuais. 3. Figuras de linguagem. 4. Significação de palavras e expressões. 5. Relações de sinonímia e de antonímia. 6. Ortografia. 7. Acentuação gráfica. 8. Uso da crase. 9. Fonética e Fonologia: som e fonema, encontros vocálicos e consonantais e dígrafos. 10. Morfologia: classes de palavras variáveis e invariáveis e seus empregos no texto. 11. Locuções verbais (perífrases verbais). 12. Funções do “que” e do “se”. 13. Formação de palavras. 14. Elementos de comunicação. 15. Sintaxe: relações sintático-semânticas estabelecidas entre orações, períodos ou parágrafos (período simples e período composto por coordenação e subordinação). 16. Concordância verbal e nominal. 17. Regência verbal e nominal. 18. Colocação pronominal. 19. Emprego dos sinais de pontuação e sua função no texto. 20. Elementos de coesão. 21. Função textual dos vocábulos. 22. Variação linguística.
  • Raciocínio Lógico e Matemático (Exceto para os cargos de Assessor Jurídico Legislativo e Procurador): 1. Raciocínio Lógico e matemático: resolução de problemas envolvendo frações, conjuntos, porcentagens, sequências (com números, com figuras, de palavras). 2. Raciocínio lógico-matemático: proposições, conectivos, equivalência e implicação lógica, argumentos válidos.
  • Legislação Municipal: 1. Lei Orgânica do município de Teresina-PI. 2. Lei Nº 2138 - Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Teresina. 3. Regimento Interno da Câmara Municipal de Teresina- PI.

Confira o conteúdo programático dos conhecimentos específicos da prova.

A prova objetiva será aplicada no dia 18 de outubro de 2020.

Prova discursiva

A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, será aplicada aos candidatos de nível superior e no mesmo dia da prova objetiva.

Para Analista de Informática, a prova será constituída de duas questões de Conhecimentos Específicos, que deverão ser respondidas com no mínimo, 10 linhas e, no máximo, 20 linhas. A prova será avaliada da seguinte forma:

Para o cargo de Assessor Jurídico Legislativo, serão duas questões de Conhecimentos Específicos, que deverão ser respondidas entre 10 linhas e a 20 linhas.

Além disso os candidatos também deverão elaborar um Parecer Jurídico, que deverá ter entre 75 e 150 linhas. As avaliações seguirão os seguintes critérios:

Já para Procurador, a prova discursiva será composta de um Parecer Jurídico ou Peça Judicial e três questões de Conhecimentos Específicos.

O Parecer Jurídico ou Peça Judicial, deverá ter no mínimo, 75 linhas, e, no máximo, 150 linhas. A avaliação seguirá os seguintes critérios:

As questões discursivas deverão ter no mínimo, 10 linhas e, no máximo, 20 linhas, seguindo os seguintes critérios de avaliação:

Somente será corrigida a prova dos candidatos que forem classificados na prova objetiva de acordo com a posição estabelecida abaixo:

Avaliação de títulos

Os candidatos a Procurador vão passar por uma prova de títulos, de caráter exclusivamente classificatório. Serão considerados os seguintes documentos:

Os títulos devem ser enviados no site do Instituto AOCP, mediante o preenchimento de um formulário. Somente serão convocados para esta etapa dos candidatos aprovados nas etapas anteriores.


Quer ficar por dentro das principais notícias que rolam no mundo dos concursos? Acompanhe o nosso canal no Telegram e fique por dentro de tudo!

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.