O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

[OFERTA POR TEMPO LIMITADO] 30% OFF assinatura Premium Anual

Eu quero

Como fazer a média do Enem

As notas do Enem 2019 foram divulgadas e agora surgem as dúvidas de como fazer a média da pontuação de cada uma das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. Por isso, explicamos neste artigo como é calculada a nota do Enem.

Diferentemente do que pode ser pensado, o cálculo das notas de cada área de conhecimento não é tão simples como uma soma de acertos em uma prova da escola.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) adota a Teoria de Resposta ao Item (TRI), que é um conjunto de modelos matemáticos que permitem fazer comparações entre as edições do exame.

O TRI é usado em avaliações que utilizam provas de múltipla escolha de diversos países. No Brasil, além do Enem, a teoria é aplicada desde 1995 nas provas do Sistema Nacional da Educação Básica (Saeb), que mede o desempenho de estudantes dos ensinos fundamental e médio.

Entenda a nota

A nota de cada área é calculada a partir de uma escala, como uma régua que mede o nível de conhecimento do examinando.

No meio da régua está o desempenho médio dos concluintes no ensino médio de 2009. Essa média de 500 pontos vai guiar o nível de dificuldade das questões da prova; as perguntas situadas abaixo de 500 são consideradas mais fáceis para a maioria dos participantes e as que estão acima dos 500 pontos são mais difíceis.

Uma das características relevantes na média da nota do participante é a coerência nas respostas. Por exemplo, é esperado de um estudante bom em ciências da natureza que acerte tanto as questões mais difíceis quanto as mais fáceis. Errar as perguntas consideradas fáceis e acertar as mais difíceis pode indicar um possível “chute” ao responder às questões.

Essa é a justificativa para o fato de duas pessoas que tiveram número igual de acertos na mesma edição do Enem terem obtido notas diferentes.

Os participantes do Enem 2019 podem conferir as notas na Página do Participante e no aplicativo do Enem. Para ter acesso ao desempenho na prova, é necessário fazer o login com CPF e senha. Antes do login, o participante deverá responder a um desafio proposto por uma personagem digital (Nanda). A etapa tem o objetivo de evitar o acesso de robôs.

A prova do Enem 2019 foi composta de 180 questões de múltipla escolha e uma redação. Nessa edição, 53 participantes obtiveram nota 1 mil nas redações. A maior parte desses examinandos é do estado de Minas Gerais (13) e é constituída de mulheres (32). A idade varia de 16 a 28 anos.

O Enem 2019 teve recorde de comparecimento com 3,9 milhões de participantes, 77,2% do total de inscritos, a maior taxa desde 2009.

Programas

As notas do Enem 2019 podem ser usadas para conseguir uma vaga nas faculdades e universidades do Brasil e em algumas instituições portuguesas. O Inep tem acordo com 47 universidades de Portugal.

Confira abaixo os principais programas do Ministério da Educação (MEC) para ingresso no ensino superior. Todos já têm o cronograma definido

Sisu

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam no dia 21 de janeiro e devem ser feitas até o dia 24 de janeiro de 2020. O resultado será divulgado no dia 28 de janeiro.

O Sisu é o sistema utilizado pelas universidades públicas para oferecer vagas a candidatos do Enem. O candidato pode verificar quais são os institutos que adotam o meio na página do sistema.

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni), que permite a concessão de bolsas de estudos integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas, estará com inscrições abertas entre os dias 28 e 31 de janeiro de 2020.

Para realizar a inscrição, o estudante, que não têm diploma de cursos superior, deverá acessar o site do ProUni, informar seu número de inscrição no Enem 2019 e a senha cadastrada na Página do Participante.

Fies

Os participantes do Enem que precisam financiar seus estudos em instituições privadas podem usar alguns dos modelos do Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies. Os juros são calculados com base na renda familiar do estudante. O período de inscrições será entre 5 e 12 de fevereiro de 2020.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.