O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

170 mil cargos devem ser extintos pelo Ministério da Economia

Cerca de 170 mil cargos da Administração Pública devem ser extintos pelo Ministério da Economia. No entanto, antes do desespero do concurseiro, tratam-se de cargos obsoletos e de funções pouco usadas. As informações são da Folha de São Paulo.

Na lista, há funções como hialotécnico, discotecário, especialista em moldar vidros, seringueiro, detonador, linotipista e operador de telex. Atualmente, os aprovados nestes cargos - que há anos não realizam mais concursos - estão remanejados para outras funções.

E os que ainda atuam nessas funções, permanecerão nos postos até se aposentarem.

A medida ainda é estudada pela Secretaria Especial de Desburocratização. Após finalizar a análise, a proposta de um redesenho da estrutura pública deve ser encaminhada.

Segunda extinção

Essa é a segunda vez que o Ministério da Economia uma extinção massiva de cargo. A primeira, em abril de 2013, cerca de 13 mil funções foram extintas, entre elas jardineiro, mestre de lancha e operador de maquinas agrícolas.

Segundo levantamento, há cerca de 712,5 ml cargos públicos na Administração direta, autárquica e fundacional. Do todo, 535 mil estão ocupados.

Concurso no executivo

Apesar do momento não tão propício para concursos no executivo, certas seleções chamam atenção.

O concurso INSS é muito esperado, pois há uma ação na Justiça que requer que o déficit seja preenchido. Outro com bastante expectativa é a Receita Federal, que deve sair assim que a situação financeira melhorar.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.


Faça login ou cadastre-se para comentar.