Reorganização e novas estratégias levaram-na à aprovação

Início » Aprovados » Reorganização e novas estratégias levaram-na à aprovação
By | 2017-11-29T13:10:18+00:00 29 de novembro de 2016|Aprovados|

A aprovação de Izabella Cecília de Lima e Silva, de 25 anos, traz uma história movida a reorganização. A analista judiciário do TRT 3ª Região vai compartilhar a sua estrada na vida dos concursos.

Veja como começar a estudar

A história

Desde a faculdade de Direito tracei o objetivo de fazer concursos na área trabalhista.

Em 2013, ano que me preparava para realizar o Exame de Ordem, resolvi iniciar uma jornada de estudos voltada para concursos de tribunais, com foco especial no direito do trabalho.

Na época, acumular as atividades da faculdade, estágio e estudos não era uma tarefa nada fácil. Mas, eu queria alcançar a aprovação!

Veja outras histórias de sucesso

A estratégia

Como pontapé inicial, resolvi estabelecer um cronograma que abrangia concursos dos mais diversos tribunais. Não conseguia estudar mais que três horas seguidas e, isso, me frustrava bastante.

Contudo, ao questionar outros amigos concurseiros, estes me esclareceram que os estudos, assim como toda tarefa que exige esforço mental e físico, é questão de hábito.

Desse modo, fui começando com uma rotina relativamente leve, com doutrinas mais simples para absorver o conteúdo que ainda não conhecia.

O encontro com o QC

Após essa primeira etapa, já no ano de 2014, comecei a fazer as minhas primeiras provas. Fiz para analista judiciário do MPU e para analista da ANATEL. Não obtive bons resultados.

Sentei e tracei uma nova estratégia. Como já estava me habituando a estudar mais horas por dia, comecei a introduzir a tão importante resolução de questões no meu cotidiano.

Foi quando conheci o QC, que na época era denominado questoesdeconcursos.com.br.

A plataforma era mais simplificada, mas mesmo assim já oferecia uma enorme quantidade de questões e diversos filtros de pesquisa.

Foi um verdadeiro divisor de águas para as minhas aprovações vindouras.

Reorganização

Então, de cronograma na mão, bons materiais e já assinante do QC, decidi refazer de vez a minha rotina.

Após a minha formatura, comecei a trabalhar meio período como advogada e utilizava a parte da tarde e noite para estudar.

Fazia fichas, estudava as doutrinas e a lei seca e fazia muitas, muitas questões.

A vida social era bem escassa, confesso, mas o foco e a vontade de ser aprovada eram maiores que tudo.

Sempre pensava comigo tudo o que seria capaz de fazer após a nomeação e, isso, me dava forças para permanecer na rotina até o fim.

Até que em março de 2015 fui aprovada no concurso para analista judiciário do TRE GO, em 65º lugar. Senti muita alegria e, principalmente, uma motivação grandiosa para estudar para o concurso que eu tanto esperava, o TRT da 3ª Região.

Sempre com foco na banca FCC, a banca do concurso que eu almejava, fazia diariamente uma bateria enorme de questões no QC e fui acompanhando o quanto o site foi se desenvolvendo com o importante acréscimo dos comentários dos professores, resumos e videoaulas. Utilizava tudo, e me sentia cada vez mais confiante com o meu conhecimento.

Até que o dia da tão esperada prova veio, em meados de 2015. Nunca senti tanta ansiedade na vida e ainda ia fazer prova para dois cargos: técnico administrativo na parte da manhã e analista judiciário na parte da tarde.

Um dia maçante, nervoso, tenso. Saí de lá com a sensação de ter feito uma boa prova, mas, como é cediço, nunca se sabe ao certo acerca dos resultados finais, ainda mais em uma prova com mais de 134 mil inscrições.

A Aprovação

Então, chegou o dia do resultado. Fui aprovada em 7º lugar para o cargo de técnico administrativo e em 2º lugar para o cargo que eu tanto queria, o de analista judiciário. Era tanta alegria que não cabia em mim!

Na hora estava na biblioteca estudando e a sensação de êxtase foi tão grande que compartilhei com todos que estavam lá, liguei pros meus pais, amigos, todo mundo!

Fui aprovada no concurso que eu queria, em uma excelente colocação!! Ser aprovado faz a gente pensar o quanto valeu a pena todo o tempo de dedicação, tudo o que se abre mão e todo o foco aplicado.

Hoje só tenho a agradecer – e muito – a todos aqueles que contribuíram para esse acontecimento. Ao QC, em especial, por ter sido uma ferramenta essencial para alcançar esta conquista.

Futuro

Não pretendo parar. Quero prosseguir nessa rotina de estudos e alçar voos ainda maiores e atingir o meu maior objetivo que é o de me tornar procuradora do Ministério Público do Trabalho.

Tenho certeza que continuarei a usar o QC e que ele será fundamental para minha preparação.

E a todos que estão na luta, um conselho: não existe segredo para ser passar, a aprovação é o resultado do seu foco, suas técnicas de estudo e da sua real vontade de mudar de vida. Avante!

Comentários