Ele concluiu o ensino médio sem ir à escola e passou em vestibulares e concursos estudando sozinho.

Início » Aprovados » Ele concluiu o ensino médio sem ir à escola e passou em vestibulares e concursos estudando sozinho.
By | 2019-04-25T14:25:54+00:00 25 de abril de 2019|Aprovados|

Meu nome é Leonardo Sueiro, tenho 25 anos e sou formado em Engenharia Civil. Abandonei a escola tradicional na 8ª série, enviesado pelos conselhos pedagógicos do escritor Ivan Illich. Percebi, por intermédio de tal escritor, que para ampliar meu conhecimento num cenário de limitações financeiras precisaria estudar por conta própria e criar meu próprio conteúdo programático. Ao longo dos anos de estudos como autodidata (obtive meu diploma pelo Enem, sem fazer Ensino Médio), que me renderam aprovação em faculdade pública e uma bolsa integral em outra faculdade, fazer questões sempre foi um diferencial. Tive logo cedo o insight da importância das questões na assimilação do conhecimento teórico.

O início no Qconcursos

Depois de formado, resolvi estudar para concursos de Engenharia, e encontrei o Qconcursos. Já sabia da importância das questões, mas não tinha uma ferramenta que compilava de maneira tão inteligente o conteúdo que precisava estudar. Até então, precisava vasculhá-lo pela internet, perdendo tempo de estudo.

Estudei com base em normas e livros, mas com foco nas questões. Passar em concursos de Engenharia é complicado, sobretudo pelas altas relações de candidato por vaga. São milhares de candidatos para uma ou duas vagas. Graças ao Qconcursos passei em seis concursos públicos nos últimos seis meses, estudando três meses pelo site. Entre as aprovações, obtive primeiro lugar no Iphan e segundo lugar no concurso para Engenheiro Civil de São Bernardo do Campo. Este último possuía uma relação candidato vaga de quase 500, número superior a concursos tipicamente concorridos, como os da PF. Eram 4 mil candidatos, e eu passei em segundo lugar.

O aprendizado

Percebi a importância do site quando tive o insight de que a leitura, por si só, não solidifica o conhecimento, sobretudo porque lemos as coisas com vieses obtidos de conhecimentos anteriores – não necessariamente corretos e algumas vezes conflitantes. Nosso cérebro faz associações de conceitos para tentar padronizar nosso raciocínio, uma herança pré-histórica útil no passado das savanas, mas que nem sempre é positiva nos dias atuais. Muitos examinadores, sabendo disso, usam esse defeito para criar questões cujos enunciados induzam o candidato a usar um conhecimento mais genérico e incorreto. Ao focar nas questões, filtramos nossa interpretação do conteúdo. Ou seja, o Qconcursos é fundamental para otimizar aprovações.

Ficou inspirado com a história do Leonardo, mas não sabe por onde começar?

Conheça todos os concursos abertos e previstos no Brasil.

Assine Qconcursos.com e tenha todo o material necessário para seus estudos.

Conheça outras histórias de aprovados.

Comentários